sábado, 18 de outubro de 2008

Pelo Amor de Deus - Damien Hirst

For the Love of God
Vendida por Us$ 100.000.000

O artista plástico
Damien Hirst escolheu a morte como tema central de sua obra e detém vários recordes na venda de suas obras. A caveira incrustada com mais de 8.000 diamantes foi vendida por US$ 100.000.000 e este é o maior valor pago por uma obra de um artista vivo até hoje.

Em 16/09/08, no dia em que as bolsas de valores de todo o mundo despencavam, ele arrecadou US$ 198.000.000 em um leilão na Sotheby's em Londres - o maior valor individual já arrecadado por um artista em um leilão. Além de o artista mais valorizado do mundo, ele também é considerado a pessoa mais influente no mundo da arte, por estar mudando as regras do mercado.

Pelo modelo tradicional da arte, um artista deixa para as galerias uma comissão muitas vezes superior à 50%, além de estarem subordinados à direção destes no que se refere às melhores datas de exposição. Alguns quadros são expostos e vendidos apenas a morte de seus artistas. Ao vender suas obras diretamente, Damien rompe com este modelo, provando não precisar de marchands e galerias. Mais ou menos como alguns poucos artistas da música que lançam seus discos independentes.

Além da caveira com brilhantes a maior parte de suas obras são animais mortos flutuando em formol:


Esta obra "O Bezerro de Ouro", com cascos e chifres incrustados em ouro mergulhado em formol foi vendido por US$ 16.500.000

Que ele é um artista do marketing, da negociação, do dinheiro, não restam dúvidas, mas e quanto à suas obras? É arte? O que você acha? Compraria uma destas duas obras para sua casa?


1 comentários:

Paulo N. disse...

adorei o cranio, as outras obras ñ me agradam ... sempre quis ter um cranio ou um esqueleto de plastico como decoração em casa

Posts relacionados: