WhatsApp

 Grupo da Itinerante no WhatsApp

Amigos, este blog está em pausa, se momentânea ou eternamente não sei ainda. Vai depender de aparecer um game que me instigue a fazer novas postagens.

Mas eu e meus amigos continuamos na ativa, conversando muito sobre games e nerdices em nosso grupo no WhatsApp.

Este post é só para convidá-los a se juntar a nós. Para falar dos Finais Fantasys, Zelda, Pokemon, Dragon Quest, Persona ou de qualquer outro game ou tema que queira. Sempre tem alguém que joga, já jogou ou quer jogar. rs

Agora que praticamente todos já terminaram o Final Fantasy XV nós estamos comentando livremente a história, mas se alguém que ainda não finalizou entrar é só pedir que interrompemos os spoilers.

Então, caso queira se juntar a nós, basta clicar na imagem.

sábado, 18 de outubro de 2008

Pelo Amor de Deus - Damien Hirst

For the Love of God
Vendida por Us$ 100.000.000

O artista plástico
Damien Hirst escolheu a morte como tema central de sua obra e detém vários recordes na venda de suas obras. A caveira incrustada com mais de 8.000 diamantes foi vendida por US$ 100.000.000 e este é o maior valor pago por uma obra de um artista vivo até hoje.

Em 16/09/08, no dia em que as bolsas de valores de todo o mundo despencavam, ele arrecadou US$ 198.000.000 em um leilão na Sotheby's em Londres - o maior valor individual já arrecadado por um artista em um leilão. Além de o artista mais valorizado do mundo, ele também é considerado a pessoa mais influente no mundo da arte, por estar mudando as regras do mercado.

Pelo modelo tradicional da arte, um artista deixa para as galerias uma comissão muitas vezes superior à 50%, além de estarem subordinados à direção destes no que se refere às melhores datas de exposição. Alguns quadros são expostos e vendidos apenas a morte de seus artistas. Ao vender suas obras diretamente, Damien rompe com este modelo, provando não precisar de marchands e galerias. Mais ou menos como alguns poucos artistas da música que lançam seus discos independentes.

Além da caveira com brilhantes a maior parte de suas obras são animais mortos flutuando em formol:


Esta obra "O Bezerro de Ouro", com cascos e chifres incrustados em ouro mergulhado em formol foi vendido por US$ 16.500.000

Que ele é um artista do marketing, da negociação, do dinheiro, não restam dúvidas, mas e quanto à suas obras? É arte? O que você acha? Compraria uma destas duas obras para sua casa?


1 comentários:

Paulo N. disse...

adorei o cranio, as outras obras ñ me agradam ... sempre quis ter um cranio ou um esqueleto de plastico como decoração em casa

Posts relacionados: