WhatsApp

 Grupo da Itinerante no WhatsApp

Amigos, este blog está em pausa, se momentânea ou eternamente não sei ainda. Vai depender de aparecer um game que me instigue a fazer novas postagens.

Mas eu e meus amigos continuamos na ativa, conversando muito sobre games e nerdices em nosso grupo no WhatsApp.

Este post é só para convidá-los a se juntar a nós. Para falar dos Finais Fantasys, Zelda, Pokemon, Dragon Quest, Persona ou de qualquer outro game ou tema que queira. Sempre tem alguém que joga, já jogou ou quer jogar. rs

Agora que praticamente todos já terminaram o Final Fantasy XV nós estamos comentando livremente a história, mas se alguém que ainda não finalizou entrar é só pedir que interrompemos os spoilers.

Então, caso queira se juntar a nós, basta clicar na imagem.

domingo, 15 de fevereiro de 2009

25 Melhores Músicas Internacionais de 2008




M.I.A. retornou às paradas graças à trilha de um hit nerd.

1 - Paper Planes - M.I.A.

Embalada por um coro de crianças de Brixton, em Londres, sons de caixa registradora e tiros de pistola, a canção - lançada originalmente em disco em 2007, mas elevada a hit em 2008 graças a sua inserção no trailer do filme maconheiro Pinneaple Express - é uma sátira sobre como os imigrantes são comumente estereotipados. Coisa fácil de escrever, já que M.I.A. viveu na pele recentemente tal situação. Ironicamente, foi a música que a levou ao mainstream nos Estados Unidos.

2 - Viva la Vida - Coldplay
Ouça agora
A grandiloqüência de Chris Martin atinge o ápice: conduzida por uma densa linha de cordas que lhe confere um tom épico, a faixa traz uma letra ambiciosa, porém repleta de otimismo.

3 - Human - The Killers

"Somos humanos ou dançarinos?" - o comentário sem sentido do jornalista Hunter S. Thompson foi longe. Acabou no refrão do hit do quarteto, um produto de - Johnny Cash e Pet Shop Boys", nas palavras do vocalista Brandon Flowers.

4 - Machine Gun - Portishead

Bastou um sintetizador modificando uma bateria quase marcial para acompanhar a voz espectral de Beth Gibbons e o Portishead criou uma das faixas mais fortes - e sufocantes - de seu repertório.

5 - Never Miss a Beat - Kaiser Chiefs

Numa mistura de ode e crítica à ignorância, o Kaiser Chiefs aponta o dedo para a molecada inglesa. Divertida e apaixonante, como as gangues de pirralhos fantasiados que tomam as ruas no clipe .

6 - Mercy - Duffy

O delicioso hit - que faz Duffy pensar em sexo toda vez que o canta - ajudou a propagar o soul pelo pop, invadindo trilhas de seriados, novelas e, claro, os games.

7 - Pork & Beans - Weezer

Um riff repetitivo e um refrão que impregna mais do que gordura. Some isso à maior coleção de celebridades do YouTube já reunidas em um clipe, e o Weezer conseguiu emplacar mais um hit.

8 - I Kissed a Girl - Katy Perry

Depois de "Ur So Gay", a ex-artista de Cristo colocou mais lenha na fogueira da etiqueta homossexual, cantando sobre uma intensa experiência lésbica... que jamais aconteceu na vida real.

9 - Time to Pretend - MGMT

Com letra que retrata cruamente o mundo dos rockstars e seus excessos, esta jóia da dupla mais cool de 2008 transcendeu a barreira do hit instantâneo para virar hino de uma geração hedonista.

10 - The Shock of Lightning - Oasis

Os Gallagher podem até ser esnobes briguentos, mas quando a paz reina, os fãs são presenteados com pérolas - como neste resgate do espírito quase hooligan dos primeiros discos do Oasis.

11 - Sex on Fire - Kings of Leon

O Kings of Leon surgiu como a salvação do rock, deu de ombros e amadureceu. A prova é esta música sacana, que fica o tempo todo roçando com a levada dançante, numa instigação infindável.

12 - Single Ladies (Put a Ring On It)- Beyoncé

Ela volta às paradas com o codinome de Sasha Fierce e um manifesto às solteiras em busca do amor, embalado em beats ultradançantes, prontos para a pista.

13 - Lollipop - Lil Wayne

O ex-prodígio do rap não abandona as megalomanias, mas com bateria seca, teclado mínimo e efeitos na voz deixa romântica a canção mais pornô do ano.

14 - Supernatural Superserious - R.E.M.

Um hit que dá um conselho a todos: deixar o passado para trás e aprender com os erros - sejam eles a causa de humilhações na adolescência ou impostos pelos energúmenos que controlam o mundo.

15 - Rock N Roll Train - AC/DC

Apesar de parecer uma versão renovada de - Highway to Hell", os irmãos Young conseguiram fazer do primeiro single de Black Ice uma pedrada, com a louvável proeza de se esquivarem da autoparódia.

16 - Better - Guns N' Roses

Umas das primeiras faixas de Chinese Democracy a ganhar a internet, a pseudobalada mistura eletrônica a bons riffs, em um dos raros momentos inventivos do disco de mais longa produção na história.

17 - All I Need - Al Green

A produção de ?uestlove e James Poyser deixou Al Green à vontade para fazer o que melhor sabe: soltar a voz. Como resultado, o pastor do soul emplacou um álbum no Top 10 após 35 anos.

18 - Many Shades of Black - The Raconteurs

Não fosse pela interpretação peculiar dos Raconteurs, esta homenagem às bandas da - British Invasion" ganharia cara de cover de banda de baile de formatura.

19 - Sensual Seduction - Snoop Dogg

Lançada em 2007, mas estourada em 2008, a sensualíssima faixa paga tributo à lendária Zapp Band, que infl uenciou o G-funk - estilo natural de Dogg.

20 - Real Emotional Trash - Stephen Malkmus

Se o indie pode ser progressivo, só o poderia ser nas mãos de Malkmus. No épico de 10 minutos, ele destila riffs elaborados, comanda jams intermináveis e cantarola versos carregados de poesia nonsense.

21 - Better Than This - Keane

A inédita inserção de uma guitarra dá caráter inovador e valoriza a voz de Tom Chaplin, que, pendendo entre o desespero e a esperança, nunca soou tão bem.

22 - Halo - Bloc Party

Forte e direta, a faixa é uma ode à paixão e à busca do amor como tudo o que mais importa, e é a prova de que o Bloc Party acerta até quando atira para trás.

23 - That's Not My Name - The Ting Tings

Ingenuamente agressivo, estilisticamente retrô, o hit foi presença certa nas pistas em 2008. Lançado originalmente em 2007, deve render mais remixes em 2009.

24 - Don't Watch Me Dancing - Little Joy

Binki Shapiro dá magia à canção, com sua aura acústica oferecida por instrumentos que se interpolam como em sonho.

25 - Venice Beach - Brian Wilson

Nesta celebração apaixonada a Los Angeles, Wilson exalta um ponto emblemático da cidade, - onde nada parece estranho ou fora de lugar".

Fonte: Revista Rolling Stones - Jan/09

0 comentários:

Posts relacionados: