sábado, 15 de agosto de 2009

48) Casamento em Etera


Eu mal reconhecia-me neste ser agitado e ansioso no qual me transformara. Lembrei de como era antes de conhecer Maise, a vida ordenada e pacata, com dias inalterados e noites silenciosas. Sim, sentia saudades daquela tranqüilidade, mas não, não voltaria para ela jamais. Nada, nem mesmo toda paz do universo, faria sentido sem Maise. Era o mesmo que perguntar a uma mãe cansada das noites sem dormir por causa das cólicas do filho, se gostaria de não tê-lo tido. Agora entendia que era aquele sentimento, o amor, que movia montanhas, muito mais do que a fé e eu antes era apenas um tolo ingênuo que se acreditava sábio. O amor por uma mulher me fazia ter mais fé do que toda razão anterior.

Agora ela era minha esposa pela lei e pela igreja. Logo seria também pelos olhos da Deusa. Estávamos todos humanos, Elementais e Anjos na mata de Etera, aguardando o sinal da Fada Sacerdotisa para o início da cerimônia Wicca.

Ela traçou um círculo no sentido horário usando uma espada cerimonial e após abençoar cada convidado com saudações e incenso, fez soar o sino do altar para dar início à cerimônia. Maise e eu entramos de mãos dadas no círculo.

Fomos abençoados novamente com incenso e saudações e colocados de frente para ela e o altar no norte, enquanto os convidados para o casamento reuniram-se em torno do perímetro do círculo, dando-se as mãos para formar uma corrente.

De frente para nós ela levantou as mãos para o céu e disse:

"NESTE SAGRADO CÍRCULO DE LUZ REUNIMO-NOS EM PERFEITO AMOR E PERFEITA VERDADE. OH DEUSA DO AMOR DIVINO, EU TE PEÇO QUE ABENÇOES ESTE CASAL, O SEU AMOR E SEU CASAMENTO PELO TEMPO EM QUE VIVEREM JUNTOS NO AMOR. POSSA CADA UM DESFRUTAR DE UMA VIDA SAUDÁVEL, CHEIA DE ALEGRIA, AMOR, ESTABILIDADE E FERTILIDADE."

Segurou um prato com terra diante de nós para que colocássemos a mão direita sobre ele, enquanto dizia:

"ABENÇOADOS SEJAM PELO ANTIGO E MÍSTICO ELEMENTO TERRA. QUE A DEUSA DO AMOR EM TODA SUA GLÓRIA ABENÇOE-OS COM AMOR, TERNURA, FELICIDADE E COMPAIXÃO PELO TEMPO QUE VIVEREM AMBOS."

Viramos para o leste e ela tocou o sino do altar três vezes e envolveu-nos com incenso dizendo:

"ABENÇOADOS SEJAM PELA FUMAÇA E PELO SINO SÍMBOLOS DO ANTIGO E MÍSTICO ELEMENTO AR ."

Agora viramos para o sul e ela deu uma vela branca para cada um, que seguramos com a mão direita. Ela acendeu as velas e segurou uma vareta acima de nós, dizendo:

"ABENÇOADOS SEJAM PELA VARETA E PELA CHAMA, SÍMBOLOS DO ANTIGO E MÍSTICO ELEMENTO FOGO. QUE A DEUSA DO AMOR EM TODA SUA GLÓRIA ABENÇOE-OS COM HARMONIA, VITALIDADE , CRIATIVIDADE E PAIXÃO PELO TEMPO QUE VIVEREM AMBOS."

Agora estávamos voltados para o oeste e de um cálice ela salpicou algumas gotas sobre nossas cabeças, falando:

"ABENÇOADOS SEJAM PELO ANTIGO E MÍSTICO ELEMENTO ÁGUA. QUE A DEUSA DO AMOR EM TODA A SUA GLÓRIA ABENÇOE-OS COM A AMIZADE, A INTUIÇÃO, O CARINHO E A COMPREENSÃO PELO TEMPO QUE VIVEREM AMBOS."

Untou nossas testas com óleo de rosa e segurando um cristal de quartzo sobre nós, como símbolo sagrado do reino espiritual, disse:

"QUE A DEUSA DO AMOR EM TODA SUA GLÓRIA ABENÇOE-OS COM A UNIÃO, HONESTIDADE E CRESCIMENTO ESPIRITUAL PELO TEMPO QUE VIVEREM AMBOS. E QUE A MAGIA DO SEU AMOR CONTINUE A CRESCER PELO TEMPO QUE PERMANECEREM JUNTOS NO AMOR, POIS O SEU CASAMENTO É UMA UNIÃO SAGRADA DOS ASPECTOS FEMININO E MASCULINO DA DIVINDADE."

Consagrou nossas alianças de casamento com uma pitada de sal e gotas de água, enquanto dizia:

"PELO SAL E PELA ÁGUA EU PURIFICO E LIMPO ESTES BELOS SÍMBOLOS DO AMOR. QUE TODAS AS VIBRAÇÕES NEGATIVAS, IMPUREZAS E OBSTÁCULOS SEJAM AFASTADOS DAQUI! E QUE PENETRE TUDO O QUE É POSITIVO, TERNO E BOM. ABENÇOADAS SEJAM ESTAS ALIANÇAS NO NOME DIVINO DA DEUSA. ASSIM SEJA."

Coloquei a aliança no dedo de Maise e ela no meu. Falamos nossos votos de amor e ela consagrou cordas coloridas da mesma maneira que fez com as alianças e então as segurou lado a lado. Seguramos uma extremidade cada e demos um nó enquanto falávamos de nosso amor um pelo outro. Ela então as amarrou pelo meio e disse:

"PELOS NÓS NESTA CORDA SEJA O SEU AMOR UNIDO."

Pegou a corda com os nós e amarrou nossas mãos juntas. Disse estar mentalizando uma luz branca de energia da Deusa e de proteção nos circundando enquanto nossas auras se uniam em uma só e pediu a todos os presentes para emiterem energia, cantando repetidamente com alegria.

"AMOR! AMOR! AMOR!"

Após haver centralizado o poder trazido para nós e nosso casamento, permaneceu alguns minutos em silêncio e depois retirou a corda de nossas mãos, dizendo:

"PELO PODER DA DEUSA E DE SEU CONSORTE EU OS DECLARO MARIDO E MULHER PELO TEMPO QUE VIVEREM AMBOS. QUE VIVAM JUNTOS NO AMOR. ASSIM SEJA."

Os convidados aclamaram, aplaudiram e congratularam conosco após ela ter agradecido à Deusa e ao Deus e desfeito o círculo. Ela ainda colocou a vassoura de palha horizontalmente no chão e fez com que nós pulássemos por cima dela juntos e de mãos dadas.

Após o término do ritual de nosso casamento pagão, festejamos com vinho consagrado e bolo de compromisso partido com a espada cerimonial.

Pela tradição eu tinha 12 horas para consumar os votos em um ambiente próximo, devendo voltar após e continuar os festejos. Maise e eu iríamos cumprir o prazo, mas não ali perto e muito menos pretendíamos retornar. Nossa cota de comemorações e espera já terminara. Agora Maise era minha por todas as leis, ritos e tradições e eu chegara ao limite.

Ela estava conversando com algumas fadas e elfos quando fiz um gesto com a cabeça, indagando se estava pronta e acenou de volta afirmativamente. Despedi-me discretamente de alguns convidados, principalmente os de Celes, enquanto ela fazia o mesmo de seu lado.

Encontramo-nos próximos ao altar e peguei a no colo, subindo rapidamente ao som de vaias e aplausos de todos.

Nosso destino não era longe. Voei para a praia maior ao leste de Portal e pousei no centro do barco.

- Lembra-se da viagem imaginária de barco que fizemos no caminho de São Pedro? Não será o mesmo destino, apenas vamos navegar pela costa do nordeste brasileiro, mas estamos sós e espero que esta seja apenas a nossa primeira viagem juntos. Expliquei para uma atônita Maise.

- Anjo!!! Que luxo, um barco só nosso! De quem é?

- De um amigo, um dos anjos reencarnados que protejo. Um líder da Terra. Não pode ir a nosso casamento, mas emprestou seu barco como presente de casamento.

- Fantástico! Não poderia desejar outra coisa. – Ela estava radiante, observando o interior elegante e espaçoso.

- Querida, espere para dizer isto quando conhecer a suíte que tem lá embaixo. – Comentei rindo, enquanto abraçava-a feliz. – Aliás, porque não vai até lá colocar uma roupa mais confortável enquanto levo o barco para longe da terra?

- Sim, Capitão. – Ela respondeu, rindo também. Deu-me um beijo rápido e saiu, apressada e tão feliz quanto eu.

Nossa hora finalmente chegara.

...

A Wicca é uma religião matrifocal e xamânica. Nessa religião são reverenciadas duas deidades principais, representadas em equilíbrio: a Deusa (representada pela Lua e pela Terra, aspecto feminino) e o Deus Cornífero, seu consorte (simbolizado através do Sol e dos Animais, aspecto masculino).

Os princípios da Wicca são: "Sem a nada nem ninguém prejudicar, faça o que desejar", e "Tudo o que fizer retornará para ti triplicado". Com respeito, cautela, harmonia e paz, o feiticeiro trilha o seu caminho pela magia imortalizada em seu espírito. Fonte: Círculo Sagrado. Leia mais aqui.


Ritual do casamento: consta em vários sites, mas parece que a fonte original é: Oito Sabás para Bruxas - Autores: Janet & Stewart Farrar - Editora: Anúbis

Texto registrado no Literar.

Imagem daqui.

0 comentários:

Posts relacionados: