Pular para o conteúdo principal

11) 4 anos em Etera



1° ano:

Após assumir o trono e ser coroada Rainha de Etera, começa a conhecer os Elementais, visitando-os ou sendo visitada por eles, inteirando-se de seus problemas, forma de vida e necessidades. Descobre que cada grupo tem ressentimentos com os outros, mas principalmente com Gnomos e Elfos. Os primeiros são alvos de preconceito e tentativa de escravização e os segundos acusados de privilégios acima dos demais. Existem também rixas por áreas de terra maiores, em que um grupo acusa o outro de ter apropriado de área do outro. Percebe que os pequenos seres são tão ou mais humanos do que os próprios humanos, com seus defeitos e qualidades amplificados. Ela tenta resolver alguns destes conflitos, mas acaba por perceber que quando mais interfere, pior fica e desespera-se. Ao final do primeiro ano, sua autoestima é baixa e considera-se um fracasso como rainha.

Maise ainda chora todas as noites com saudades de Adriel. Embora sinta que ele está vivo, não sabe onde está ou porque não a procura. Em algumas noites sonha que ele a chama e deseja sair de Etera e partir em sua busca, mas Tana e Elros acham que se ele estivesse realmente vivo iria a Etera em sua busca e que os sonhos são frutos de sua saudade, apenas. Envolvida com todas as questões internas do Reino, ela vai ficando e adiando o retorno.

Começa seu treinamento como Elemental tendo aulas para criar asas, mudar forma e tamanho, usar seus poderes e aprender encantamentos. É um fracasso em todas as disciplinas. Simplesmente não consegue evoluir em nada e questiona mesmo se algum dia conseguirá realizar até mesmo o mais simples encantamento. Seus professores não entendem o motivo da falta de evolução, uma vez que o potencial é visível para todos. Frustrada e aborrecida, acaba por desistir das aulas, permanecendo apenas como humana.


2° ano:

Aos poucos o choro foi silenciando, embora a dor e as saudades ainda sejam fortes. Uma noite ela não chora e quando Elros chega e a vê comendo sem chorar, convida-a para tomar o café à varanda e conversam um pouco sobre assuntos leves. Depois deste dia, tornou-se um ritual encerrar as noites desta forma e uma agradável cumplicidade estabelece-se entre ambos. Ainda que em algumas noites ela tenha recaídas e chore, os espaços vão se alargando.

Trocam idéias sobre Etera, Maise conta sobre a forma de vida do mundo exterior e de coisas que Elros sequer imagina existir como lugares, acontecimentos, tecnologia e principalmente formas de governo. Ele tem muito interesse em política e aos poucos a idéia de transformar Etera em uma democracia vai instalando-se em suas conversas. Maise gostaria de modernizar o reino em muitos aspectos e aquele parecia ser o ponto inicial e principal, uma vez que ela não tem filhos para que sejam seus herdeiros e não pensa em casar-se novamente.

Conversam também sobre Adriel e os sonhos de Maise. Ela se convence de que são apenas fruto de seu inconsciente e das saudades que sente. Aos poucos a lembrança não a machuca mais e consegue lembrar-se dele apenas com carinho, sentindo alegria por ter vivido aquele amor e acalentando-o em seu coração.

Em uma noite são surpreendidos por um ataque dos Elfos Negros que conseguiram entrar em Etera através de um portal negro mágico. Elros defende-a, mas são muitos e ela é raptada em meio à luta. Apesar da desconfiança de muitos de que Elros tivesse participado do rapto por ser o único a presenciar a invasão, os Elementais unem-se e conseguem resgatar Maise, com a ajuda desta que consegue utilizar seus poderes novamente, explodindo Nigro.


3° ano:

O Povo Encantado acusa Elros de ser aliado dos Elfos Negros e sua situação como segundo em comando é questionada. Um julgamento é realizado e ele é absolvido pelo conselho dos anciões por falta de provas, embora a desconfiança permaneça.
Maise é leal a Elros, mas a situação piora e preocupada com o clima de animosidade e com possíveis novas invasões, decide fortalecer Etera. Todos iniciam aprendizados voltados à defesa e à luta, armas são fabricadas e encantamentos desenvolvidos. Unidos em um objetivo comum a situação fica um pouco mais estável, embora os conflitos entre grupos permaneçam.

Ela retoma as aulas e desta vez com grande resultado. Em pouco tempo já é capaz de voar, transportar-se, ficar invisível, crescer, diminuir, assumir outra aparência, invocar encantamentos e principalmente a projetar seus sentimentos em uma área cada vez maior.

Os sonhos com Adriel tornam-se constantes e cada vez mais intensos. Maise quer sair de Etera, mas não pode deixar o reino neste momento. Decide convocar eleições e estabelecer um novo governante eleito por todos. Um pleito rejeita sua decisão. Não querem que deixe de ser Rainha, mas acabam por aceitar a idéia de uma Monarquia Parlamentarista. Maise continuará a ser Rainha, mas um Primeiro Ministro será eleito.


4° ano:

Eleições são marcadas para dali a alguns meses. Elros representa os elfos e Gnom Knur os Gnomos e os demais grupos lançam seu candidato. Começam as campanhas e os conchavos. Grupos unem-se para enfrentar a maioria dos dois grupos principais formados pelos elfos e gnomos.

Mais uma vez vêm à tona as acusações a Elros, que é o favorito. Ele não tem como provar sua inocência e Maise não sabe como ajudar o amigo.

Uma noite conversam e ela está entristecida pelas dúvidas sobre o caráter do amigo. Gostaria de deixá-lo no governo quando sair de Etera em busca de Adriel. Ele diz que seus sonhos continuam porque ela não se envolveu com outro e declara-se apaixonado. Implora por uma chance e pede-lhe que case-se com ele, pelo bem de Etera e pelo seu.

Maise aceita e o casamento é marcado para logo após as eleições. Os sonhos com Adriel são cada vez mais intensos e perturbam-lhe muito. Ela tem esperança de que parem com o casamento e assim alcance alguma paz. Acha que poderá amar Elros com o passar do tempo e lembrar-se de Adriel apenas como uma lembrança bonita.

A poucos dias da eleição, um grupo formado por vários pequenos grupos une-se a Eileen, com quem entram em contato através de um encantamento mágico. Trazem-na para Etera, acreditando que deporá contra Elros, mas ela quer apenas matar Maise e só não consegue por Elros e Gnom que intercedem no momento em que está com um punhal a centímetros da garganta de Maise.

Derrotada, ela confessa a inocência de Elros e o assassinato dos pais de Maise antes de desaparecer em um portal criado por Ytzar.

O povo clama por Elros e Gnom e os dois unem suas campanhas, decidindo trabalhar juntos no novo governo. Elros promete aos gnomos que se for eleito, acabará com os preconceitos e que gnomos e fadas terão sempre os mesmos direitos. Apoiado por elfos e gnomos, é eleito Primeiro Ministro com votação esmagadora. Niis está radiante de felicidade.

Uma grande festa é marcada para a posse de Elros como Primeiro Ministro e de Gnom como seu vice. O casamento será um dia após.


...


Texto registrado no Literar.

Imagem daqui.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(FF XII) TÁ TUDO AQUI! (detonados, história, summons, mapas, dicas, gil, rare itens, farms) Só clicar.

           Responsável: Neiva  - Posts:  Neiva , André  - Colaboração:  Emanuel Traduções: Bruno , Jackson ,  Mário , Thiago , Bruno B. LEIA ISTO PRIMEIRO  SOBRE FFXII Itens perdíveis e dungeons não retornáveis História completa em português   O filme completo em inglês TRADUÇÃO EM PORTUGUÊS BR O mundo de Ivalice Raças MONTANDO A EQUIPE Personagens Como combinar classes Simulador de combos de classes SISTEMA DE COMBATE Equipe Killer Neiva   Sobre o sistema de combate e Gambits Equipe Killer André Todos os Gambits Todas as magias e técnicas MEU JOGO (NEIVA) Buffs e Debuffs Primeiras impressões Atributos Introdução Zodiac System e seu sistema de classes A Cidade Real de Rabanastre Drops raros com chains e monographs O Portão Leste Downtown EQUIPÁVEIS O Palácio R

(FF XII) Espers (summons) e suas localizações

Por André Anastácio É importante lembrar como funcionam os Espers de Final Fantasy XII. Para obter um Esper, primeiro é preciso vencê-lo em combate (alguns serão encontrados ao longo da história e outros são opcionais) e após isso, associá-lo a algum personagem através do quadro de licenças. Quando for derrotado, o Esper irá aparecer disponível no quadro de licença de todos os personagens, mas apenas um poderá tê-lo. Sendo assim, é importante decidir qual Esper irá para cada personagem especialmente pelo motivo de os Espers poderem estar bloqueando espaços específicos do quadro de licença em alguns Jobs. Diferentemente da versão original, na Zodiac System os Espers utilizam a barra de Quickening (que ficam abaixo no nome dos personagens) ao invés de MP para serem invocados. Outra adição é o fato deles poderem ser diretamente controlados. Por poderem ser controlados, é possível utilizar seus ataques especiais sem precisar cumprir as (complexas) condições necessárias anteriormente.

(FF XII) Hunts (caçadas)

Por André Anastácio  A sidequest mais conhecida de Final fantasy XII com certeza é a caça aos 45 marks do jogo. Marks são monstros poderosos, que precisam ser eliminados para, de alguma forma, alguma pessoa ser beneficiada com isso.  Agora é hora demostrar como detonar essas missões paralelas. Verificando o quadro que fica nos bares das cidades (Rabanastre, Bhujerba, Baifonheim), você pode aceitar pedidos para caçar Marks. Eles vão aparecendo conforme seu Rank de caçador subir, e ele sobe conforme você mata mais Marks e inimigos. Aceitando um pedido, você deve ir falar com o cliente antes de sair para matar o monstro. Quando falar com a pessoa em questão, a mensagem "The Hunt Begins" aparece na tela, e aí é só ir caçar o bicho. E lembre-se de retornar ao cliente quando acabar a missão para pegar sua recompensa. P.S.: É altamente recomendável sempre dar steal (para roubar itens) nos monstros de caçadas pois alguns deles oferecem itens EXCELENTES e que você p

(FF XII) Lista de todas as armas, status e localização

Por André Anastácio Lista completa das armas com seus status e localização Charge Time se refere a velocidade da arma. Armas que são obtidas através do Bazaar estão apenas com o nome com que elas aparecerão lá. Um guia detalhando os passos para montá-las será feito em breve. Obs 1 - Dados tirados da Wikia do jogo, alguns estão sujeitos a alteração pois podem não estar corretos. Obs 2 - A maior parte das armas que estão em baús não possuem 100% de chance de aparecer. One-Handed Swords Oferecem um bom balanço entre velocidade, consistência e poder. Assim como todas as armas de uma mão (One-Handed), permitem o uso de escudo. Dano é calculado baseado na Strength (força) do personagem, ataque da arma e defesa do alvo. Todas elas, exceto a Stoneblade, adicionam +5 de evasão. Jobs que podem utilizá-las - Knights (todas elas), Time Battlemage (apenas algumas, precisa de Esper) e Bushi (apenas a Bloodsword, precisa de Esper). Fórmula de dano Mithril Sword Attack - 14

(FF XII) Detonado basicão, direto ao ponto, com mapas e sem spoilers!

Introdução (História) BOSS: Remora Airship Continue subindo, use o mapa se necessário, há vários inimigos, mas você não precisa matar todos, no caminho há dois itens em baús, aproxime-se deles e pressione (circulo) para pegá-los. Na próxima área existe um Save Crystal, salve seu jogo e continue subindo. Depois de matar os soldados, prossiga e entre pela porta, vão acontecer algumas cenas, o jogo propriamente dito começará. The Royal City of Rabanastre with Vaan ( Mapa do castelo ) ( Mapa da Cidade )  (História) Como Vaan, mate os 3 ratos. Encontre Penelo ao norte e depois vá até a loja de itens para falar com Migelo e em seguida as lojas serão liberadas.Vá para o restaurante Sand Sea e fale com Tomaji, para receber o acessório Oluakea Bangle e sua primeira Mob Hunt, além disso, Clan Report e License são liberados no menu. Clan Report tem as mob hunts, com os nomes dos monstros, mapa do cliente (aperte quadrado) e algumas vezes o nome do lugar onde o monstro está, também te