WhatsApp

 Grupo da Itinerante no WhatsApp

Amigos, este blog está em pausa, se momentânea ou eternamente não sei ainda. Vai depender de aparecer um game que me instigue a fazer novas postagens.

Mas eu e meus amigos continuamos na ativa, conversando muito sobre games e nerdices em nosso grupo no WhatsApp.

Este post é só para convidá-los a se juntar a nós. Para falar dos Finais Fantasys, Zelda, Pokemon, Dragon Quest, Persona ou de qualquer outro game ou tema que queira. Sempre tem alguém que joga, já jogou ou quer jogar. rs

Agora que praticamente todos já terminaram o Final Fantasy XV nós estamos comentando livremente a história, mas se alguém que ainda não finalizou entrar é só pedir que interrompemos os spoilers.

Então, caso queira se juntar a nós, basta clicar na imagem.

terça-feira, 20 de julho de 2010

(Dragon Quest IX) As estórias do enredo: O sumiço do padre e Jona e a baleia

Sétimo é herói do Vitor, fornecedor oficial de imagens para A Itinerante. rs

>>>  CONTÉM SPOILERS  <<<<

Nas duas primeiras estórias de Dragon Quest IX, o personagem principal deve recolher benevolences, agradecimentos para que a Starflight (o trem celestial) volte a funcionar. Ele faz isto ajudando pessoas mortas a resolverem assuntos pendentes, em duas estórias muito bonitas. Veja em http://aitinerante.blogspot.com/2010/07/dragon-quest-ix-as-estorias-do-enredo-o.html.

Após conseguir fazer o Starflight funcionar e retornar ao Observatório Celestial, o personagem é solicitado a recolher os frutos sagrados de Iggdrasil que caíram na Terra. Estas são as estórias dos dois primeiros frutos encontrados:


4) O SUMIÇO DO PADRE

Ao chegar em Alltrades Abbey todos estão preocupados com o sumiço do Padre Jack, o responsável pelas mudanças de jobs. Falando com um aqui e outro ali, Angel descobre que ele tinha um fruto da Iggdrasil. Fuçando mais um pouco, surge a possibilidade de que ele tenha ido até uma torre próxima e ela aprende o trick do segredo para abrir a porta da torre.

Ela chega no momento em que o padre está concluindo um ritual de invocação mágica, completamente enlouquecido pela sede de poder que o envolve e que logo o transforma em um monstro poderoso.

Depois de derrotar sua forma demoníaca, o Padre Jack acorda sem entender o que está fazendo ali, mas logo entende o que ocorreu e agradece a intervenção de Angel. Ele tinha provado um pedaço do fruto sagrado que, aparentemente é forte demais para o consumo humano. A fruta é devolvida para Angel. O primeiro a ser recuperado e o Padre Jack volta à Alltrades Abbey, liberando a troca de jobs.


5) JONA E A BALEIA

Jona é uma menina muito pobre que vive em uma pequena vila de pescadores igualmente pobre, chamada Port Llaffan. Ela morava com seu pai até pouco tempo atrás, quando ele saiu para o mar e não retornou, levando todos a acreditarem que esteja morto.

Após seu sumiço, Jona adquire o poder de sumonar ou convocar o Leviathan, uma gigantesca baleia, que derrama peixes na praia, suprindo o sustento de todos. Ela convoca-o uma vez, todos os dias, mas as pessoas do vilarejo gostariam que fizesse mais vezes, para vender os peixes extras.

Jona não acha correto e não quer convocar Leviathan nem mesmo mais uma vez. O prefeito da cidade chama-a e diz que seu pai provavelmente está morto e quer adotar a garota. Em seguida ele diz sobre ela invocar mais vezes o Leviathan, ao que ela se recusa.

Ao amanhecer, Angel percebe que Jona sumiu e o filho do prefeito diz que ela saiu com seu pai em direção a um promotório após a gruta e que ele tem um mal pressentimento sobre isto, pelo jeito de seu pai antes de partir.

Angel vai até o local e presencia o prefeito exigindo que Jona convoque o Leviathan e peça-lhe para trazer pérolas e ouro do fundo do mar, para que todos enriqueçam. Jona recusa-se. Leviathan surge e come a garota, dando início a uma batalha.

Após sua derrota, Jona sai intacta da boca da baleia que desperta e vai em direção à Angel. Jona põe-se na frente e pede para que não a machuque. Uma voz sai da baleia perguntando se Angel não está do lado do prefeito. Jona reconhece a voz de seu pai e o fantasma dele surge acima da baleia.

Ele conta que faleceu no mar, mas que seu espírito permaneceu consciente e que tomou o poder da baleia e levava peixes à aldeia, todos os dias, para que ela tivesse o que comer. Ele pede que vá embora com ele. Ela nega, dizendo que é sua vez de trabalhar e que irá pescar e suprir seu próprio sustento.

O filho do prefeito, que parece gostar muito da menina, surge e diz ao pai dela que tomará conta de Jona. Ele parece aliviado e satisfeito ao ver que sua filha ficará bem mesmo com sua ausência e parte para os céus, agracendo a Angel e deixando um fruto de Iggdrasil.

Comovente a honra, dignidade e caráter da menina Jona e o amor de seu pai. Esta estória é realmente linda!

(Isto foi o que entendi com meu inglês mais para menos do que para mais. Se alguém quiser acrescentar/corrigir/modificar algo, fique a vontade.)

2 comentários:

tata disse...

oie como vc fez Starflight funcionar eu parei nessa parte :

Finalmente, Stella sugere voltarem à Starflight, que movimenta-se à entrada do personagem, indicando que a benevolence adquirida ao ajudar o cavalheiro interfere no funcionamento da máquina.

 depois disso nao sei o q tenho q fazer to perdida

aitinerante disse...

Veja se este trailer ajuda: http://www.youtube.com/watch?v=fhF9b2sm14Q

Posts relacionados: