WhatsApp

 Grupo da Itinerante no WhatsApp

Amigos, este blog está em pausa, se momentânea ou eternamente não sei ainda. Vai depender de aparecer um game que me instigue a fazer novas postagens.

Mas eu e meus amigos continuamos na ativa, conversando muito sobre games e nerdices em nosso grupo no WhatsApp.

Este post é só para convidá-los a se juntar a nós. Para falar dos Finais Fantasys, Zelda, Pokemon, Dragon Quest, Persona ou de qualquer outro game ou tema que queira. Sempre tem alguém que joga, já jogou ou quer jogar. rs

Agora que praticamente todos já terminaram o Final Fantasy XV nós estamos comentando livremente a história, mas se alguém que ainda não finalizou entrar é só pedir que interrompemos os spoilers.

Então, caso queira se juntar a nós, basta clicar na imagem.

domingo, 18 de julho de 2010

(SQUARE-ENIX) Por que Dragon Quest foi para a Nintendo e outras revelações do presidente da SQ


Yoichi Wada, Ceo (presidente) da Square-Enix deu uma longa e esclarecedora entrevista para o site Gamasutra esta semana e entre outros assuntos explica por que o jogo Dragon Quest saiu do Playstation indo para a Nintendo.

Pelo que entendi as vendas do DQVIII no PS2, no ocidente, não foram tudo quanto esperavam que fosse e na hora de lançar o DQIX, com ainda menos consoles do PS3 do que existiam na época do PS2, é lógico que preferiram uma plataforma com mais aparelhos. Como o Xbox360 não é assim tão popular no japão, a opção óbvia foi o DS, com sua enorme superioridade numerica.

Ele diz que a expectativa deles é a que Nintendo seja capaz de fazer por eles, o que eles próprios não conseguiram e tornar o DQIX tão vendável no ocidente quanto é no oriente.

É pena para nós que temos que jogar na telinha este grande jogo. Torcendo para PS3 desatar a vender e reverter esta ida dos rpgs para a telinha da Nintendo.

O Sr. Yoichi comenta também sobre FF. Diz que estão felizes com as vendagens, mas que com relação à qualidade do jogo, alguns gostaram e outros não e que é muito difícil decidir o caminho a seguir para a franquia. FF deveria tornar-se outro tipo de jogo ou continuar o mesmo? É a questão que lança.

Parece bastante sincero ao analisar a perda de espaço dos jogos japoneses contra os ocidentais. Ele cogita a hipótese de que os desenvolvedores japoneses deveriam, talvez, passar a desenvolver jogos mais ocidentais e diz que existe esta tendência, mas que equipe criativa e equipe de vendas ainda não chegaram a um consenso sobre isto.

Se por um lado, o mercado japonês de jogos perdeu espaço na última década, a Square-Enix cresceu muito. Primeiro houve a fusão da Square com a Enix, depois compraram a Taito e finalmente a Eidos e então, naturalmente hoje a Square é muito maior do que antes.

Ele comenta sobre o processo de integração da Eidos, parecendo bastante satisfeito. Disse que preocupam-se em respeitar a cultura das empresas adquiridas e que hoje são uma grande família, trabalhando com os mesmos interesses.

Diz ainda que as fusões tornaram-se uma tendência no mercado e que não descartam novas aquisições. Citou como exemplo a necessidade da empresa em serviços do tipo rede social e deixa claro que é um tipo de serviço ou habilidade que eles tentarão adquirir.

Também comenta que estão tentando introduzir títulos mais ocidentais no oriente e que falta aos japoneses abranger mais tipos de jogos. Que talvez estejam perdendo mercado por estarem focados em apenas alguns tipos de jogos. (foi o que entendi)

Finalmente responde ao comentário do entrevistador sobre o fato de que Nier tornou-se um jogo cult nos Estados Unidos.

Sim, eu pensei que seria um sucesso cult, mas estou dizendo isso como um jogador - não como o presidente da empresa. Como CEO atuei  para torná-lo um grande sucesso. Mas esta equipe Nier, eles apenas fazem sucessos cult. (Risos) - Yoichi Wada.

A entrevista no original em inglês, está aqui: Entrevista em Inglês

A versão em linguagem vagamente similar ao português, está aqui: Entrevista traduzida

...

Simpatíssimo, achei.

Muito interessante a humildade em reconhecer erros, perda de mercado, indagações, etc... Fosse o presidente de uma empresa americana e teria negado tudo e só reafirmado os sucessos e as certezas. Aí está uma grande coisa a se aprender com os orientais. Transparência é muito.

Desperta atenção também a menção às redes sociais. Fiquei pensando nos jogos online de plantações, principalmente, além de outros no Orkut e Facebook que estão estourando de tantos usuários. Será nisto que a Square está de olho?

A gigante japonesa tem jogos para todos os consoles,  plataformas e aparelhos, incluindo os celulares e ipods. Online ou offline. O que falta? Só mesmo isto.

Agradeço mais uma vez ao bom amigo que enviou-me o link para esta notícia.

0 comentários:

Posts relacionados: