WhatsApp

 Grupo da Itinerante no WhatsApp

Amigos, este blog está em pausa, se momentânea ou eternamente não sei ainda. Vai depender de aparecer um game que me instigue a fazer novas postagens.

Mas eu e meus amigos continuamos na ativa, conversando muito sobre games e nerdices em nosso grupo no WhatsApp.

Este post é só para convidá-los a se juntar a nós. Para falar dos Finais Fantasys, Zelda, Pokemon, Dragon Quest, Persona ou de qualquer outro game ou tema que queira. Sempre tem alguém que joga, já jogou ou quer jogar. rs

Agora que praticamente todos já terminaram o Final Fantasy XV nós estamos comentando livremente a história, mas se alguém que ainda não finalizou entrar é só pedir que interrompemos os spoilers.

Então, caso queira se juntar a nós, basta clicar na imagem.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Uncharted 3: novo gameplay e minha experiência com Uncharted 2 e Mass Effect 2



Parte 2: http://www.youtube.com/watch?v=KdWe-5E34PA

Aqui está o novo trailer que foi liberado hoje e mostrado agora a pouco pela Eurogamer.

...

Neste final de semana baixei e joguei as demos de Uncharted 2 e Mass Effect 2. Depois de tanto ver trailers e elogios, queria conferir com meus próprios olhos e dedos.

Infelizmente não fui muito além de alguns poucos passos em ambas as demos.

Em Uncharted 2 até consegui sobreviver à um jipe que perseguia-me atirando, corri ao mesmo tempo em que revidava os tiros e acabei chegando a outro lugar, mas precisava atirar nos inimigos, mirar, etc...

Devo confessar que sou péssima para mira. Morri umas tantas vezes e acabei desistindo.

Definitivamente não é meu estilo de jogo, por melhor e mais brilhante que possa ser.



Fui para Mass Effect 2. Putz! Mais tiro!

O começo é eletrizante, mas não sei que foi que fiz de errado que acabei presa em um lugar onde nada ocorria e não tinha como sair. Meu tempo era pouco e acabei não retornando.

Estou com o jogo em casa e quando puder tentarei de novo, só por desencargo de consciência.

...


Estive tentando entender porque só gosto de jRPGs e acho que cheguei a algumas conclusões:

Existem jogos maravilhosos que adoraria jogar, mas que nunca jogarei e tiro sem mira automática está nesta lista.

Não sei se é o caso de Mass Effect, mas se for, está riscado também.

Independente de ter ou não mira automática, outra coisa que faz-me fugir de alguns jogos é sua temática.

Não sinto realmente nenhum tesão especial em ficar atirando ou matando um monte de gente, ou ao menos, parecidos com gente. Sou contra a guerra, abomino violência.

Eu gosto de fantasia, de castelos, de príncipes e princesas, de dragões e monstros que existem apenas em nossa imaginação.

Isto é o que me atrai, porque jogo para fantasiar, para sair da realidade.

Junta personagens muito semelhantes a seres humanos + tiros + violência = estou fora.

RoF tem tiros, mas a mira é automática e os monstros não são humanos. Nem os bosses humanóides são humanos. Quero dizer, não remetem à realidade, de tão surreais são.

É por isto que disse no banner que espero muitos jRPGs no futuro, porque é de jRPG que gosto, em tudo: sistema de batalha, cenários, personagens e temáticas.

Continuarei testando todos os wRPGs que parecerem interessantes com a esperança de um dia encontrar algum que cative tanto quanto os jRPGs, mas por enquanto, continuo com os japoneses.

O que não quer dizer, ressalto, que wRPGs não possam ser excepcionalmente bons em tudo e até mesmo suplantem os japoneses em quantidade e qualidade de títulos AAA. Infelizmente.

0 comentários:

Posts relacionados: