domingo, 20 de novembro de 2011

DLC's: até tu, Mario?


Estamos acompanhando várias promoções que a SE está fazendo em lojas locais japonesas e até mesmo aqui no ocidente (gamestop, amazon, etc..) para promover FFXIII-2, dando DLC's ou outros brindes especiais para quem comprar por ali.

No início, vi apenas como mais publicidade gratuita para o jogo e para a Square-Enix e apenas a pouco me toquei que também pode ser uma tática para combater a pirataria. Não sei se é inovadora, porque não prestei atenção à outros lançamentos, mas acho um caminho promissor.

Aliás, DLCs parecem estar se firmando como a única forma viável de incentivar os gamers a comprar jogos originais.

Por um lado é interessante, mas por outro, estas DLCs no futuro podem tornar-se nossa desgraça, algo que nos obrigará a continuar pagando sempre mais e mais e mais.

Até mesmo a Nintendo, cujas DLCs sempre foram gratuitas, anunciou que liberará em breve uma atualização para o 3DS que permitirá a venda de conteúdo online a seus desenvolvedores. O presidente da Nintendo, Reggie Fils-Aime, deu entrevista para a AOL sobre o assunto dizendo que é contra a venda de DLCs no sentido de venda do jogo aos pedaços. Ele acredita que os jogadores, ao adquirirem um game, querem (e é justo) que estejam adquirindo uma experiência completa. Nada impede porém, que possam oferecer mais, à parte.

Ou seja, defende um mínimo de moralidade neste comércio incipiente.

Um comércio que já nasce necessitando de limites, de parâmetros, é no mínimo perigoso. Podemos esperar todo tipo de comportamento.

Haverão desenvolvedores cujas DLCs serão totalmente opcionais e inócuas e outros cujas DLCs serão de alguma forma tão importantes que não poderemos deixar de adquirir.

Quem ditará as regras para o futuro?

Os jogadores! A partir do momento em que embarcarmos na onda das DLC's e começarmos a comprar tudo o que for disponibilizado, estaremos "autorizando" todo tipo de abuso.

Fique ligado e adquira DLC's com bom senso. :D

0 comentários:

Posts relacionados: