domingo, 25 de dezembro de 2011

(FFXIII-2) Presente de Natal: a estória do jogo resumida - *Spoilers*


Para quem não estava entendendo nada, como eu, e quer saber desde já. Para quem não quiser, Bom Natal!

Tudo começou com o final de Final Fantasy XIII quando Vanille e Fang se sacrificaram para impedir a queda de Cocoon que teria levado a uma grande catástrofe na superfície do planeta. Como seus objetivos de l'Cies se completaram, elass começaram o sono sem fim em forma de cristais, como deveria ter sido para todos os outros, uma vez que todos L'cies se transformam em Cristais uma vez que seus objetivos originais são completados. No entanto, a Deusa Etro, no último segundo, houve por bem usar sua compaixão para os seis heróis e aquele que os levou a isso (um menino) e liberou todos (exceto Vanille e Fang).

O que deveria ter sido o fim correto entretanto, abriu um novo perigo assustador: a abertura do portão para o Outro Mundo. Usando seu poder diretamente para intervir, Etro conscientemente abriu um caminho que conduz à seu mundo, Vallaha, puxando Lightning para ele e fazendo com que ela fosse apagada da existência. A memória de todos sobre o tempo foi alterada para pensarem que Lightning também ficou presa dentro do pilar de cristal. Apenas Serah, tendo sido assim tocada pela Deusa,  manteve as suas memórias e sabia que algo estava errado.

Noel, literalmente o último homem no planeta, é o único sobrevivente remanescente de um mundo desolado durante AF 700 (700 anos depois da queda). Sua espécie foi da mesma raça dos antigos videntes. No entanto, entre sua raça, apenas uma garota, Yule, tinha a capacidade de olhar para o futuro.

Yule é o foco principal de toda a estória e não os personagens anteriores de FF XIII.

Ela é uma menina a quem, pela graça da Deusa, foi dada a Visão, e é capaz de ter uma visão do futuro e pode projetá-la em um visualizador de forma que gerações futuras podem ser prevenidas e tentar evitar esse futuro. No entanto, usar esta habilidade tem um preço grave: morte. Por anos e anos, séculos após séculos, as Yules, na idade de 15 anos, sempre terão um vislumbre do futuro e morrerão em seguida. Não há como escapar dessa "maldição" e não há nenhuma maneira de impedi-la de ver o futuro. Após a sua morte, o corpo é devolvido ao caos que está preso dentro de Vallaha, para renascer novamente ainda Yule, mas em outra forma, para ajudar a próxima geração.

Yule torna-se o caráter focal na briga entre Noel e Caio, o homem que viveu por mais de mil anos, o Protetor do Vidente. Só pode haver um Protetor de cada vez e isso é porque o Protetor, além de ser capaz de fazer parte dos Videntes, tem a metade do poder Etro, ou seja, o seu coração, o Coração do Caos. Com ele, não envelhece e será revivido sempre que é morto. Cada novo Protetor, ao derrotar o anterior, terá que ter o coração cortado e substituir o seu, a fim de viver e sobreviver através do tempo. Caius, um homem que costumava ser um dos milhares L'cie anos atrás, como parte da antiga raça Seer, sacrificou-se por fusão com Bahamut (o processo mata o summoner), mas novamente Etro interveio e salvou-o com o poder do Coração. Com isso, ele tem sobrevivido a séculos de dor, dezenas, talvez até centenas de mortes de Yules.

Caius -> Tem a determinação final de parar a maldição, de por fim ao próprio tempo, forçando os portões a abrir mais uma vez e levar Vallaha ao mundo real para que o tempo não importe, de modo que Yule não pode ver o futuro e morrer de novo.

Por que ele tenta parar Noel e Serah então? Porque a premissa deste jogo: a viagem no tempo e paradoxos é que, ao mudar o futuro, você mudar o passado. Ao criar um paradoxo devido às ações, ao tentar salvar o futuro, que é sua meta final neste jogo, Serah inadvertidamente cria futuros alternativos. No caso em questão, ao tentar limpar o ciclo interminável de mudanças do passado de Demi fal'Cie Adam, Serah grita em voz alta com a esperança de parar o plano.

Uma antiga Yule vê esta cena e impressões, morrendo no processo. Hope vê a visão (com um aparelho projetado por ele) e pára o seu plano de realinhar o futuro em um caminho onde eles poderiam evitar a morte do planeta. Junto com as outras estórias Paradox (não muito importantes) os seis heróis são levados a diferentes períodos de tempo e mundos, porque a eles é dado um novo sopro de vida por Etro.

Lightning --> torna-se o Avatar de Etro. Uma vez que ela está em Vallaha, torna-se capaz de ver tudo o que aconteceu e tudo o que vai acontecer e sabe que é uma guerra sem fim com Caius em que ele não pode perder, mas ela pode. Sua única opção é confiar em Serah e Noel, que conhece o futuro e é capaz de guiar Serah rumo a um futuro diferente.

Ela torna-se a luz que guia Serah para mudar o mundo e levar para um futuro melhor, desde que Serah transcenda o tempo, mas devido a manipulações de Caius e sua capacidade de se mover dentro e fora de Vallaha, Lightning acaba sendo derrotada logo no início da guerra, no prólogo do jogo.

Sazh e filho -> Caem em um outro tempo/espaço Paradox. Ambos são enviados para o Casino (que também existe fora do tempo normal e espaço), bem como o Coliseu. Eventualmente saem de lá (Como não é  mencionado) e são aptos a recuperar os corpos cristalizados de Vanille e Fang do pilar enfraquecido em  AF500. Este é o tempo designado em que ele vai, finalmente, enfraquecer e Cocoon cairá no planeta.

Hope -> Passou 10 anos como um pesquisador do tempo chegando até o topo da Academia. Com a sua assistente Alyssa, continua suas tentativas de recriar uma nova Cocoon, de modo a salvar o povo para a eventual destruição do planeta.

Sua primeira tentativa é a de criar um fal'Cie artificial, Adam, cujo despertar (e graças a interferência de Noel e Serah no AF300 e reaparecimento no AF400) leva a considerar todas as formas de vida perigosas para sua sobrevivência. Adam consegue criar um laço do tempo para onde envia a si mesmo de volta no tempo para que quando seja ativado possa matar Hope e Alyssa e criar um mundo com réplicas e viver a sua existência em paz.

Com esse evento resolvido, Hope percebe que uma nova arca tem que ser construída em vez de um fal'Cie, e para tanto, coloca-se no sono frio para só despertar no AF400 (junto com Alyssa), a fim de encontrar Noel e Serah (como previsto) e decidir sobre o seu caminho futuro.

Com a ajuda de Cores Gravitons espalhados ao longo do tempo ele é capaz de criar uma nova Cocoon, que estará operacional antes do ponto de ruptura do pilar de cristal. Assim, ele vai dormir de novo (Alyssa não pode ser encontrado após a decisão de Serah e Noel de ir para o futuro no final do Episódio 4) e acorda a tempo de ajudar os dois em sua batalha final contra Caius, em AF500.

Snow -> Sai para encontrar Lightning de acordo com o desejo de Serah. Também é pego em uma armadilha do tempo paradoxal e é encarregado de proteger o pilar de um pudim de tomate gigante, porque muitos outros pudins normais estão sendo convocados para atacar o pilar. Percebendo que ele sozinho não é capaz de fazer muito, emprega o uso de uma marca L'cie (como? Com quem? Fragmentos só explicam que ele conseguiu obter um) para se manter vivo por mais tempo, até que Serah chega para ajudar. Uma vez que a situação seja resolvida, ele é enviado de volta para onde ele veio. Não aparece de novo na história.

Serah -> Ela também recebe o poder da Visão. Logo no início não é totalmente desenvolvido, assim ela tem vislumbres do futuro de tempos em tempos, sem saber a conseqüência eventual (ela descobre,  juntamente com Noel, no Episódio 5).

Eventualmente eles salvam o futuro parando Caius e seu plano louco para matar todo mundo a fim de forçar a abertura do portão, mas no final do jogo a sua visão desenvolve totalmente e ela vê um futuro que não é dito para nós, e morre.

Noel -> Começa querer ir para Vallaha a fim de chegar a Etro e expressar seu ponto de vista. Lentamente, se vê envolvido no grande ideal de Serah para salvar o futuro e também libertar Vanille e Fang e retornar à Vallaha para encontrar Lightning. Inicialmente não entende os significados de todos os Yules, mas no episódio 5, enquanto vivia no mundo dos sonhos forçados, ele descobre a terrível verdade. No entanto, ao contrário de Caius, ele vê sua Yule morrer, mas com um sorriso no rosto, sabendo que vai vê-lo novamente. Ele percebe que ela aceitou seu destino, mas o tempo todo querendo renascer, uma e outra vez, porque ela quer estar com seu Protetor novamente.

Armado com este conhecimento, ele enfrenta Caius pela última vez, dizendo-lhe quais foram as verdadeiras intenções de Yule. No final do jogo, vemos Caius esfaquear-se através do coração, assim morrendo e removendo a presença de Etro no processo.

Após a visão de Serah e sua morte e à partir da liberação do Chaos que estava preso no coração de Caius, Valhalla vai para o mundo real, fundindo os dois mundos juntos em uma zona intemporal (sem tempo). Tecnicamente, Caius ganhou. To be continued .... .

...

Este resumo foi postado aqui por um jogador que entende japonês, jogou até o final, liberou todos os Analects e  à partir deles escreveu isto. Créditos ao André, por ter descoberto.

Fang e Vanille -> em um dos finais paradox seus corpos cristalizados são transportados para Oerba. Este é meu acréscimo pelo que entendi.

...

Acho que a leitura deste relato ajuda muito a acalmar os ânimos de todos. Ainda não é a estória que esperávamos e nem o final que desejávamos. É uma outra estória que poderia mesmo não conter nenhum dos participantes de XIII, sem grandes diferenças, mas é uma estória que tem sentido: o amor de Caius e Yule é o foco principal e não deixa de ser bonito e comovente, ainda que trágico.

Espero que gostem, se não do conteúdo, ao menos do conhecimento.

Desejando que este dia seja de muita paz e alegria para todos.

18 comentários:

Cleyton disse...

Ual... eu GOSTEI MUITO do enredo... Muito interessante e complexo. 
Tudo bem que o final não é perfeito, mas acho que tem mais coisa aeh do que parece.
O final final final ainda não foi revelado, certo? aquele que ocorre depois do "mundo sem a deusa". 
Esse deve ser o "verdadeiro" final.
Não acho que o verdadeiro final seria tão trágico assim.
Mas mesmo assim, a história é fantástica, muito irreal....
E outra coisa:







...







...






<p>A Light realmente morre no prólogo????? COMOASSIM? No novo início, ela morre tbm? já tem alguma informação sobre isso? </p>

Cleyton disse...

Neiva, por favor, outra pergunta muito importante. Você sabe dizer se, nessas várias horas de jogos, o sistema de evolução está acompanhando? já evoluiu tudo? ou realmente é muito grande e complexo? ou se no início de cada jogo ele reinicia? acho que não neh...

ZSeth disse...

Ahhh, nao gostei que o snow nao vai aparecer de novo na historia ;p
fora isso, o enredo parece ser interessantissimo... a Square mexeu com épocas,tempos diferentes,algo muito dificil de fazer e deixar uma historia boa...
Eu acho que vou gostar muito do jogo,mas o que eu acho que a Square pecou no FFXIII-2 foi nao ter focado em Lightning,Fang,Vanille,Snow,Sazh,Hope e Serah no jogo...
anyway, nao acho que seja um jogo ruim,na verdade muito pelo contrario,é um ótimo jogo, com chars do FFXIII,porém com um enredo quase independente do FFXIII...
Gostei do Post Neiva, Parabens!

gabriel disse...

adoro seu blog neiva
bom com assunto a historia,achei interessante a historia das videntes,mas mexer com o tempo é muito complexo,e o final do jogo ta todo mundo chocado,acho que ninguem esperava isso.

aitinerante disse...

Cleyton, sinceramente não soube de ninguém que tivesse jogado pela 3a. vez, completo. Os dois que finalizaram os 160 fragmentos, pararam de jogar logo após. Também nos foruns não há notícia a respeito. Desta forma não sei dizer. Aparentemente é isto daí mesmo, um loop infinito. O jogo vai de AF003 a AF700, passando por uma fase AF??? que é fora do tempo.

Lightning e Caius lutam fora do tempo, em Vahalla e ela perde, sendo transformada em estátua. Depois o jogo volta para AF003 e vai prosseguindo até a luta novamente, que, salvo engano ocorre logo após os eventos de AF500. Entretanto, como é fora do tempo, a Lightning pode aparecer durante os eventos anteriores a AF500, como se não estivesse morta. Isto foi o que entendi. Posso estar errada.

Nesta tradução que comecei a postar, capítulo a capítulo, tem muita informação interessante.

aitinerante disse...

Até onde vi e entendi a crystarium evolui em termos de HP até o 9.999 e fica travado ali até o final. Não tenho certeza se até o primeiro ou até o segundo. Sei que depois desbloqueia. Na última vez que vi, o Noel já tinha mais de 10.000.

Ainda meio confuso, mas acho que mesmo não podendo upar HP, tinha mais opções para serem desbloqueadas, skills, etc...

Confesso que não compreendi a crystarium totalmente.

Vincent Law disse...

Minha nossa, que trabalhão, Neiva.

Que bom que você passou bem o natal.

E os problemas da Squareexix, só é fase. Logo logo eles estarão firmes e encantando o mundo e impressionando novamente. (fato)

daniel disse...

maravilhoso por tudoq ue eu vi e por tudo que esta por vir com certeza valera cada centavo resolver tudo dessa maravilhosa historia!!!

aitinerante disse...

Não deixou de ser decepcionante a estória do XIII não continuar da forma como imaginávamos ou queríamos. E foi triste para os personagens todos. O desfecho da participação deles em XIII-2, digo.

Serah, coitada, agora é a nova Yule, predestinada a ficar morrendo e nascendo, será?

Quem resiste a uma estória de amor trágica assim? Estória triste da Yule e ela parece ser tão doce...

aitinerante disse...

Pois é, Gabriel, ninguém esperava uma nova estória. Esperávamos apenas pela continuação de XIII. Mas... Passado o impacto e a frustração do primeiro momento, quando vimos o final, enfim... É o que temos, não é? Até que não é mesmo uma estória tão ruim. Pena que seja tão triste.

aitinerante disse...

Espero que sim, Vicent. É o que todos desejamos, sinceramente. :D

aitinerante disse...

Sim, vamos gastar um bom tempo jogando para fazer tudo que pode ser feito. Praticamente sem fim, aliás, se quiser upar todos os monstros, aprender todas suas skills, etc... 100 horas é pouco. 

Brunoliveira disse...

Ah Neiva!


Como vc disse, apesar dos pesares é uma história interessante, apesar de trágica.. Mas achei meio confuso algumas coisas, mas acho que é problema da tradução, lol...

Parabéns pelo trabalho, vou parar por aqui até o lançamento, não lerei os capítulos pra não pegar mais spoiler, quero descobrir o restante por minha conta!

aitinerante disse...

Ok, Bruno. Quando for jogar, poderá vir aqui e ler as traduções, já que no jogo estará em inglês. :D

gabriel disse...

eu achei triste tambem

Tom disse...

Tem razão Neiva, é uma bonia estoria de amor (:


Com certeza não é o que todos esperavam, mas com creteza também tem muitos pontos positivos e interessantes!

Linda trágica e triste estoria. T-T

aitinerante disse...

Sim. Estou muito interessada nas traduções, para saber mais do que acontece, os detalhes, o que é dito. Entender melhor. Quando jogar, quero só jogar, não esquentar a cabeça com nada do enredo.

bieel disse...

Agora nao entendi nada serah em 13-2 tem 21 anos e as yules nao morrem com quinze vi a ending e serah morre mas acho que ela desmaia se for assim serah devia morrer com 36 anos

Posts relacionados: