WhatsApp

 Grupo da Itinerante no WhatsApp

Amigos, este blog está em pausa, se momentânea ou eternamente não sei ainda. Vai depender de aparecer um game que me instigue a fazer novas postagens.

Mas eu e meus amigos continuamos na ativa, conversando muito sobre games e nerdices em nosso grupo no WhatsApp.

Este post é só para convidá-los a se juntar a nós. Para falar dos Finais Fantasys, Zelda, Pokemon, Dragon Quest, Persona ou de qualquer outro game ou tema que queira. Sempre tem alguém que joga, já jogou ou quer jogar. rs

Agora que praticamente todos já terminaram o Final Fantasy XV nós estamos comentando livremente a história, mas se alguém que ainda não finalizou entrar é só pedir que interrompemos os spoilers.

Então, caso queira se juntar a nós, basta clicar na imagem.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Pachter: "Colocar DLC no disco é ganância"


Colocar conteúdos adicionais no disco tem sido um dos temas mais acessos na área dos videojogos, principalmente desde que a Capcom incluiu lutadores adicionais bloqueados no disco de Street Fighter x Tekken.


Michael Pachter, um dos analistas mais conhecidos no que toca aos videojogos, comentou no último Pach Attack que essa prática é "pura ganância".
"Penso que os DLC têm tido tanto sucesso que as editoras estão a tentar dar um empurrão ao colocá-los no dsico, permitindo-lhes desbloqueá-lo quando quiserem," disse Pachter.
O analista chamou a atenção para o passado, quando os DLC só eram lançados seis meses depois do jogo. Para Pachter, foi a Take-Two com Red Dead Redemption que iniciou esta "moda" ao lançar conteúdos adicionais um mês depois da chegada do jogo ao mercado.


"Todos os DLC são ótimos. Os jogos estão a ficar mais pequenos e os DLC mantém as pessoas interessadas, é algo que dá lucro. Penso que não faz muita diferença como são entregues."
Caso consigam desbloquear os conteúdos bloqueados no disco, como alguns jogadores conseguiram em Street Fighter x Tekken, Pachter defende que devem ter acesso aos conteúdos sem pagar, porque o disco é vosso.


"Não estou certo se isso é roubar, porque de facto, compraram o disco. Está próximo de ser pirataria legal."

Opinião: Bem feito para essas produtoras, estão transformando os jogos em uma tremenda maquina de ganhar dinheiro, ao exemplo de Final Fantasy XIII-2, onde se compra um jogo por U$ 89,00 e depois tem que se gastar mais u$ 89, para pegar o restante do conteúdo do jogo, absurdo! 

0 comentários:

Posts relacionados: