terça-feira, 12 de junho de 2012

Entrevista Sobre Final Fantasy XIV para PS3


Quando foi inicialmente lançado em 2010, Final Fantasy XIV para PC foi criticado por jogadores e pela mídia, e a versão prevista para PS3 acabou sendo adiada. Desde então, a Square Enix decidiu reestruturar a equipe de liderança do desenvolvimento do jogo, com Naoki Yoshida-san agora atuando como diretor e produtor, com o desafio de encabeçar a versão 2.0 de Final Fantasy XIV, que será uma reimaginação do lançamento original. A atualização representará um novo começo para o jogo quando ela for lançada no final deste ano, coincidindo com o lançamento da aguardada versão para PS3.

O jogo ainda não estava pronto para ser exibido na E3 este ano, mas tivemos a chance de ver uma breve demo a portas fechadas do jogo ainda rodando no PC. Ele exibia visuais exuberantes, com um personagem ricamente detalhado correndo por uma floresta densa e impressionantes raios de luz atravessando a folhagem. Definitivamente é algo de uma qualidade que não se vê nos MMORPGs de hoje. “No momento, o jogo está otimizado para PC. O desenvolvimento da versão para PS3 está em cerca de 50%, mas esse visual será basicamente o mesmo no console também”, explica Yoshida. “Ele usa o mesmo motor gráfico que criamos exclusivamente para este jogo. Em breve teremos a oportunidade de mostrar a versão para PS3.”

Enquanto não chega essa oportunidade, ele nos contou o que devemos esperar da nova versão do jogo. “Acreditamos que Final Fantasy XIV 2.0 pode ser considerado o próximo episódio verdadeiro da série”, adiciona. Esse relançamento é baseado em três pilares que também representam os aspectos pelos quais a série é conhecida: jogabilidade de alta qualidade, um grande enredo e belos gráficos. “Acima disso está a nossa comunidade de MMORPG, que consistirá tanto de jogadores do PC quanto de jogadores do PS3 do mundo inteiro.” O que significa que o jogo terá compatibilidade interplataformas, como foi com FFXI no PS2 e no PC.

Yoshida-san logo enfatiza como o legado da série será um fator preponderante neste episódio: “Teremos também alguns elementos padrões de Final Fantasy, como chocobos, moogles e summons. Mas algo um pouquinho diferente é que essas summons são como semideuses neste mundo, então elas são realmente poderosas, e será preciso cooperação total dos jogadores para vencer as batalhas contra elas.”
Evidentemente, trazer um MMORPG para um sistema doméstico significa enfrentar alguns desafios complexos.

“É algo que tem sido bastante raro até aqui, e com certeza precisamos criar uma interface de usuário e um esquema de controle especialmente para esses jogadores”, explica Yoshida. “E também vamos adicionar tutoriais durante o jogo e quests que ajudarão os jogadores que podem não se sentir confortáveis com MMOs.

Assim, quando experimentarem o jogo, eles sentirão que simplesmente estão curtindo um jogo de console que por acaso acontece online.”

Esta segunda vinda de Final Fantasy XIV está parecendo promissora, e os fãs de PlayStation finalmente terão a chance de explorar os visuais exuberantes de Eorzea nesta versão radicalmente revisada do jogo.

Abaixo, Yoshida-san explica em maiores detalhes algumas informações sobre seu projeto. E nós mal vemos a hora de reunir alguns amigos e passear de chocobo por essas paisagens maravilhosas.

Confiram abaixo a entrevista:

PSB: Além do novo esquema de controle e a nova interface de usuário, a versão para PS3 tem algum recurso exclusivo em comparação à versão para PC?

Naoki Yoshida, Produtor e Diretor: Como os jogadores das versões para PS3 e PC estarão todos nos mesmos servidores, não podemos dar algo especial só para um grupo, pois todos estão jogando juntos.

Mas sabemos que muitos jogadores têm um PS3 e também um PC, e dependendo do seu humor, em um dia você quer jogar no monitor, enquanto em outro quer se sentar no sofá, relaxar com o controlar na mão e jogar. Temos certeza de que estamos oferecendo oportunidades para os jogadores apreciarem esses dois mundos.

PSB: Final Fantasy tem um universo rico, que evolui suas lendas e sua narrativa de episódio para episódio. Como você traduz isso para um mundo aberto, em forma de MMO, onde os jogadores podem ditar a história?

NY: Trata-se de um mundo aberto no sentido de que você pode explorar livremente, mas isso não significa que não haja uma história principal. Neste mundo aberto você tem uma história muito detalhada, que tem um começo e um fim. O bom é que, assim que essa história termina, podemos incluir novos contos. Isso é uma das melhores coisas do gênero MMO: você pode expandir uma determinada história ou adicionar novas por meio de atualizações.

PSB: Conhecemos algumas pessoas que até hoje jogam Final Fantasy XI, 10 anos após seu lançamento. Vocês têm planos para continuar dando suporte a FFXIV por tanto tempo após o lançamento?

Yoshida: Sim, com certeza.



PSB: Atualmente o jogo está disponível em japonês, inglês, francês e alemão. Vocês têm planos para expandir a base de fãs localizando o jogo para outros idiomas, como espanhol e português para o mercado latino-americano?

NY: Atualmente não temos planos para localizar o jogo em espanhol ou português. Mas isso não quer dizer que não vamos pensar sobre o assunto se houver interesse do público. Como eu disse, trata-se de um MMO e ele está sempre mudando por meio de atualizações, então em uma delas podemos dizer “Certo, vamos incluir a tradução para espanhol ou português agora”. Mas o mais importante é, precisamos saber o que os jogadores querem, pois isso é um negócio, e sabemos que há muitos jogadores internacionais que querem dar suporte. Portanto, se você adora jogar este jogo, diga para gente. Se houver muito interesse, então definitivamente vamos querer adicionar essa opção.

PSB: Com o jogo em breve sendo lançado no PlayStation 3, como vocês planejam atrair possíveis novos jogadores? O público de consoles é bem diferente do tradicional jogador de PC.

NY: Sabemos que muitos jogadores de console nunca jogaram um MMO e eles podem ter receio por não sabe o que fazer, e queremos enfatizar que o jogo é muito similar a um Final Fantasy offline, que sempre teve grande histórias, fez você chora, mudou a sua vida. Haverá um beta por um tempo limitado no qual as pessoas poderão experimentá-lo. E um aspecto adicional da versão para console é o visual: não é possível ter gráficos deste nível em qualquer outro MMO.

PSB: Haverá um beta público para a versão 2.0

NY: Sim.


PSB: Você estão incluindo easter eggs para os fãs da série?

NY: Sim, estamos planejando incluir muitas referências aos Final Fantasies passados. Acreditamos que este é um jogo para os fãs da série, portanto queremos resgatar muitos monstros nostálgicos e outras coisas. Por exemplo, estamos planejando incluir a Crystal Tower, que é a ultima dungeon de Final Fantasy III. Basicamente, estamos pegando todas as melhores coisas dos 13 episódios anteriores, adicionando ao jogo e dando um novo acabamento. Em FFIII, por exemplo, a tecnologia da época era limitada, e nós vamos renderizar tudo com gráficos de alta qualidade. Ou seja, você terá a oportunidade de revistar essas seções e ver a diferença entre os gráficos de baixa qualidade de antigamente e o visual em alta resolução de FFXIV.

PSB: Como jogadores de Final Fantasy XI, sabemos que o jogo era focado em formação de grupos, e isso foi um problema com alguns públicos. É possível jogar Final Fantasy XIV sozinho?

NY: Você definitivamente poderá jogar sozinho – ele não é tão focado em atuação em grupo como Final Fantasy XI. Mas, por outro lado, acreditamos que nesta geração há muitas pessoas com restrição de tempo, e para elas é difícil gastar muito tempo encontrando um grupo. Portanto, vamos garantir que, para conteúdos que exigem atuação em grupo, seja mais fácil recrutar um grupo. Com a ferramenta Content Finder, você poderá decidir “Ok, eu quero fazer isso hoje” e então pressionar o botão para se juntar a outras pessoas com objetivos similares. Você poderá decidir se vai formar um grupo e, se não tiver tempo, basta pressionar o botão no Content Finder e automaticamente estará em um grupo.



Opinião: Acredito que em agosto como nos foi dito durante a EA3 haverá uma conferencia da própria Square-Enix e nos será revelado mais detalhes e possível data de lançamento para o PS3, quem sabe algum outro FF não aparece nesta conferencia. E também quero testar esse FF XIV, talvez pudéssemos formar um grupo "Itinerante" . Rs..



0 comentários:

Posts relacionados: