segunda-feira, 25 de junho de 2012

Kingdom Hearts 3D: Dream Drop Distance

Uma mistura inusitada que está prestes a escrever seu nome na história


Kingdom Hearts é um título do diretor Tetsuya Nomura que une dois universos completamente inusitados. De um lado está o mundo de magia e animação dos personagens da Disney, com direito a Mickey Mouse no papel de rei, Minnie como rainha e o Pato Donald e Pateta como desbravadores de aventura.

No outro lado da mistura está a “religião” criada pela Square Enix, chamada Final Fantasy. Uma vasta galeria de personagens, como Cloud Strife, Tifa e Squall Leonhart, auxiliam os protagonistas que empunham a keyblade — inclusive contra o polêmico vilão Sephiroth. E, por mais incrível que possa parecer, essa mistura deu tão certo que a franquia Kingdom Hearts já deu vários frutos e carrega consigo uma verdadeira multidão de fãs.

Uma característica marcante da série é a presença de títulos em várias plataformas distintas. Dessa vez, a Square e a Disney pretendem atingir os fãs de Nintendo 3DS com o lançamento de Kingdom Hearts 3D: Dream Drop Distance. Há alguns dias, a empresa liberou uma versão demonstrativa do game na Nintendo eShop, e o BJ não poderia deixar de testar para contar o que achou da novidade.

Olá nova mecânica

Para começo de conversa, quem já conhece a franquia Kingdom Hearts sabe que simplicidade não é um dos pontos fortes no histórico da jogabilidade de nenhum dos títulos. Dream Drop Distance não é diferente nesse quesito, mas a demo começa com uma inovação importante: há possibilidade de participar de um tutorial logo na tela de abertura do jogo

Tecnicamente tudo em ordem
Kingdom Hearts tem uma tradição no que diz respeito às trilhas sonoras. Dream Drop Distance, por mais que se trate de uma mera versão demonstrativa, comprova isso e deixa bem claro que o título original contará com belíssimas músicas e efeitos sonoros de primeiríssima qualidade

Logo no começo do jogo podemos perceber que Sora vivenciará mais uma aventura de proporções épicas, fazendo muitas referências ao primeiro e ao segundo jogos da série (que saíram para PlayStation 2). O protagonista chefe do game será o bom e velho Sora, que, em vez de Pateta e Donald, será acompanhado por dois Dream Eaters.


Mais do que isso, eles possuem uma barra especial que, quando cheia, permite que uma combinação de
poderes, chamada Link, seja realizada. A união serve para causar danos largamente maiores do que os poderes convencionais e aumenta consideravelmente a resistência da dupla combinada por um determinado tempo. Cada Dream Eater ativa um ataque único e com efeitos diferenciados.

Mira zarolha


Não é surpresa que KH conte com um enredo confuso e enorme, com jogablidade um pouco confusa e sempre cheia de novidades. Agora, o posicionamento das câmeras dos games nunca foi dos melhores. E a demonstração de Dream Drop Distance apresentou um controle de movimentos da visualização da tela um pouco mais sensível do que os demais.

Por outro lado, o sistema de mira é muito pouco útil e chega a atrapalhar. Se você luta contra apenas um inimigo, sem maiores problemas em usar a mira. No entanto, se há três adversários, o sistema já se torna ineficiente e pouco recomendado.

Para utilizar o Flowmotion é preciso pular e pressionar o botão de defesa. Assim, Sora investe um ataque na direção em que ele está olhando no momento — que geralmente acaba indo para um lugar no alto, sem inimigos. Ao mirar em alguma criatura, espera-se que o ataque siga a indicação travada na tela. Porém, infelizmente, nem sempre é isso que acontece.

Com isso, é possível concluir que vai ser preciso se habituar muito bem com os controles antes de jogar.

Quando?

Kingdom Hearts 3D: Dream Drop Distance tem previsão de lançamento no dia 31 de julho deste ano, exclusivamente para o Nintendo 3DS.

Fonte



Opinião: Talvez assim nosso querido Tetsuya Nomura volta a dar o gás em Versus.



0 comentários:

Posts relacionados: