terça-feira, 4 de setembro de 2012

Final Fantasy VII - A origem de Sephiroth


Final Fantasy VII segue despertando minhas memórias adormecidas. A todo instante me pego pensando: Ah, então é isto! É por isto que gosto tanto de Final Fantasys!!!

Que enredo! Que direção maravilhosa! Quando penso que agora vou relaxar e dar uma upadinha tranquila, lá vem reviravolta e é tudo completamente diferente.

Mal saímos dos acontecimentos da torre Shinra, nem uma dormidinha e estamos revivendo as memórias de Cloud e consequentemente descobrindo seu passado e um pouco sobre a verdadeira estória de Sephiroth.

Eu sei que Sephiroth é o bandidão de Final Fantasy VII, lógico. Também já joguei Crisis Core e conheço um bocadinho da estória dele, mas, pôxa... É ou não é um bocado triste descobrir que se é um produto feito em laboratório e não um ser humano nascido naturalmente de um pai e uma mãe?



Fico o tempo todo comparando com XIII e XIII-2 e quanto mais avanço em VII, mais as falhas dos dois últimos FFs ficam evidentes e gritantes.

Dá vontade de sacudir o Trolliyama. Melhor: assistiram Laranja Mecânica? Tem uma cena em que amarram o cara em uma cadeira e prendem seus olhos com ganchos de forma que não consegue fechá-los e é obrigado a assistir os filmes que passam. Chamam a isto de Tratamento Ludovico.

Deviam prender da mesma forma o Troll e obrigá-lo a assistir Final Fantasy VII até que aprendesse ou entendesse como é que se conta uma boa estória em games. Uau!!! Isto seria muito bom de se ver. (Como sou cruel!) lol

0 comentários:

Posts relacionados: