WhatsApp

 Grupo da Itinerante no WhatsApp

Amigos, este blog está em pausa, se momentânea ou eternamente não sei ainda. Vai depender de aparecer um game que me instigue a fazer novas postagens.

Mas eu e meus amigos continuamos na ativa, conversando muito sobre games e nerdices em nosso grupo no WhatsApp.

Este post é só para convidá-los a se juntar a nós. Para falar dos Finais Fantasys, Zelda, Pokemon, Dragon Quest, Persona ou de qualquer outro game ou tema que queira. Sempre tem alguém que joga, já jogou ou quer jogar. rs

Agora que praticamente todos já terminaram o Final Fantasy XV nós estamos comentando livremente a história, mas se alguém que ainda não finalizou entrar é só pedir que interrompemos os spoilers.

Então, caso queira se juntar a nós, basta clicar na imagem.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Lançamentos: Devil May Cry é o primeiro grande jogo de 2013

As semanas dos games começam a esquentar com o lançamento de DmC: Devil May Cry, o mais recente jogo da franquia. Outro novo título que chega nesta semana é Corpse Party para o PSP - mostrando que o portátil ainda não "morreu". Confira:


DmC: Devil May Cry

Dante retorna neste novo capítulo da famosa saga Devil May Cry, mas totalmente diferente do que você está acostumado. O anti-herói agora tem cabelos pretos e uma atitude muito mais agressiva do que nas versões anteriores.



Segundo a Capcom, este é um tipo de “reinício” para a franquia, mas sem comprometer os jogos antigos. A história gira em torno do passado de Dante, mas outros personagens surgirão ao longo do enredo, como seu irmão Vergil e inimigos que estão atrás do personagem por conta de sua “árovre genealócia demoníaca”. O jogo promete belos gráficos e muita ação.

Corpse Party: Book of Shadows

Corpse Party: Book of Shadows é uma continuação do jogo original, do gênero RPG, chamado apenas de Corpse Party. Ele apresenta cenas de horror e de violência contra estudantes de um colégio primário no Japão. O game foi lançado no Japão há algum tempo e só agora chega ao Ocidente.



Os gráficos não são o forte de Corpse Party, já que todo o jogo tem um estilo de gráfico antigo, que lembram até mesmo os jogos do Super Nintendo. Mas sua história, muito bem contada por meio dos diálogos dos personagens, flui bem e passa o tom ideal do horror que o game precisa – tudo combinando com as cenas grotescas ao longo da aventura.

Fonte

0 comentários:

Posts relacionados: