WhatsApp

 Grupo da Itinerante no WhatsApp

Amigos, este blog está em pausa, se momentânea ou eternamente não sei ainda. Vai depender de aparecer um game que me instigue a fazer novas postagens.

Mas eu e meus amigos continuamos na ativa, conversando muito sobre games e nerdices em nosso grupo no WhatsApp.

Este post é só para convidá-los a se juntar a nós. Para falar dos Finais Fantasys, Zelda, Pokemon, Dragon Quest, Persona ou de qualquer outro game ou tema que queira. Sempre tem alguém que joga, já jogou ou quer jogar. rs

Agora que praticamente todos já terminaram o Final Fantasy XV nós estamos comentando livremente a história, mas se alguém que ainda não finalizou entrar é só pedir que interrompemos os spoilers.

Então, caso queira se juntar a nós, basta clicar na imagem.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Remember Me mostra em vídeo como manipular memórias

Remember Me acaba de aparecer em dois novos vídeos publicados com exclusividade pelos sites de notícias VG247 e GameSpot. Neles, a protagonista Nilin demonstra como manipula as memórias de uma assassina. O diretor Jean Max-Morris mostra um pouco mais do combate e da exploração do jogo. Remember Me sai para Xbox 360, PlayStation 3 e PC em maio de 2013.

O primeiro vídeo, da VG247, mostra o jogador tendo que reorganizar a memória de Olga, uma assassina que tenta matá-lo no início da aventura. Para que ela se torne uma aliada, Nilin precisa procurar por pequenos bugs em sua memória, áreas não muito bem definidas que ela possa alterar, fazendo com que Olga pense que um médico matou seu marido.

Enquanto o sistema de combate lembra bastante o de Batman: Arkham City, há uma grande diferença nos combos. É preciso programar antecipadamente os golpes que você deseja utilizar na hora da batalha, mesclando força ofensiva, carga regenerativa e cooldown - o equivalente à barra de golpe especial. Assim você pode, por exemplo, escolher causar mais dano ou recobrar energia através dos golpes.

Já no segundo vídeo, o diretor Jean Max-Morris mostra um pouco da exploração do cenário, pulando e se pendurando como em Assassin’s Creed, com direito a uma rápida visão da Torre Eiffel em Neo-Paris. Ele também fala mais sobre o sistema de combate, dizendo que ele é bem suave e que não pune muito os jogadores.




Fonte



0 comentários:

Posts relacionados: