WhatsApp

 Grupo da Itinerante no WhatsApp

Amigos, este blog está em pausa, se momentânea ou eternamente não sei ainda. Vai depender de aparecer um game que me instigue a fazer novas postagens.

Mas eu e meus amigos continuamos na ativa, conversando muito sobre games e nerdices em nosso grupo no WhatsApp.

Este post é só para convidá-los a se juntar a nós. Para falar dos Finais Fantasys, Zelda, Pokemon, Dragon Quest, Persona ou de qualquer outro game ou tema que queira. Sempre tem alguém que joga, já jogou ou quer jogar. rs

Agora que praticamente todos já terminaram o Final Fantasy XV nós estamos comentando livremente a história, mas se alguém que ainda não finalizou entrar é só pedir que interrompemos os spoilers.

Então, caso queira se juntar a nós, basta clicar na imagem.

segunda-feira, 25 de março de 2013

PlayStation 4 terá poder de processamento de um PC mediano

Após a polêmica sobre o PS4 ter um hardware mais potente que computadores atuais e futuros, o console poderá ter apenas "potencial de um PC mediano". A declaração é do vice-presidente da Nvidia, Tommy Tomasi, que discordou do suposto poder do novo console. O executivo classificou a CPU do PlayStation 4 como equivalente a de um computador de baixa performance e a GPU do console como de baixo para médio desempenho.



O executivo foi além, ao declarar que “se a Sony começar a vender o console em dezembro, como indicou, ele oferecerá apenas a metade da performance de uma Geforce GTX 680, se levarmos em conta a capacidade de GFLOPS e de renderizar texturas”. A GTX 680 está no mercado desde março de 2012 e, deixando de lado a excêntrica Geforce Titan, é a placa de vídeo single-GPU mais poderosa do mercado.

As declarações foram dadas numa entrevista que abordou, também, o por quê do distanciamento da Nvidia em relação ao hardware desenvolvido para a nova geração de consoles (Wii U e PS4 usam Radeons da rival AMD e rumores apontam o mesmo caminho para o Xbox 720). Segundo Tommy, a principal razão é que, caso tivesse se comprometido a desenvolver tecnologia para os novos consoles, a Nvidia teria de diminuir sua concentração em outros projetos, como a linha Tegra.


Outro ponto levantado pelo Tech Radar é que a Nvidia se envolve com consoles desde o primeiro Xbox (a empresa também é responsável pela GPU presente no PlayStation 3). A experiência de mais de uma década neste mercado ensinou à Nvidia que as margens de lucro são mínimas numa plataforma que, por definição, não funciona nos ciclos de lançamento de hardware dos PCs.

Tomasi disse que Sony e Nvidia chegaram a negociar valores e projetos para o PS4, mas, no fim das contas, “chegamos à conclusão de que não iríamos fazer negócio pelo preço que eles [Sony] estavam dispostos a pagar”. Do ponto de vista do hardware, o mundo dos consoles costuma ser um mercado ingrato: Sony e Microsoft arcaram com custos pesados de desenvolvimento da atual geração de videogames a ponto de vender seus consoles com prejuízo por anos à fio. Conhecedora desse risco, que acaba sugando as margens de lucro dos fabricantes, a Nvidia teria abandonado a mesa de negociações, abrindo espaço para a AMD.

Fonte

0 comentários:

Posts relacionados: