Pular para o conteúdo principal

Tomb Raider - Análise



O título está em Inglês não porque estão perante uma tradução mas sim porque o slogan publicitário que tem sido bandeira das campanhas promocionais do Crystal Dynamics, estúdio responsável pelo jogo, é um dos elementos que mais define a personalidade deste novo Tomb Raider. "Nasce uma sobrevivente" é mesmo a frase a reter deste reinício de Lara Croft, icónica figura desta indústria que é justamente relançada para o topo. Até mais do que isso, sobrevivente ou sobrevivência, qualquer palavra relacionada com o verbo sobreviver vai provavelmente ocupar bastante do vosso tempo em redor deste novo Tomb Raider. Seja de que forma for, assim que pressionaram o botão para dar início ao jogo, estão a embarcar numa jornada que vos vai marcar.

A serie Tomb Raider viveu dias de glória até entrar em saturação e passou, talvez, a ser um jogo irrelevante, talvez demasiado focado na fama da sua protagonista e menos na experiência de jogo que pretendia oferecer. Quando Tomb Raider Legends tentou mostrar algo mais dinâmico e revigorado, a base de fãs gostou e depois de Underworld ficou vincada a ideia de que Lara estava a regressar à boa forma. No entanto, séries como Uncharted mostraram-se mais aptas para a visão artística e cinematográfica que esta geração lutou tanto para incutir nos seus produtos, o que torna compreensível que o Crystal Dynamics tenha decidido reiniciar a série e renovar o sangue.

Assim sendo temos então este novo Tomb Raider que pretende mostrar que tem toda a herança de uma série que já ditou o passo desta indústria enquanto tenta ser mais cinematográfico e refrescante. Foi uma jornada desafiante mas o Crystal Dynamics conseguiu encontrar um belo meio termo entre o respeito à série e a implementação de uma visão criativa atual e até vanguardista. Todo o trabalho do estúdio demonstra ser fruto de uma equipa que investiu todo o seu talento para levar os detalhes ao extremo e conseguir não só um jogo mas sim um novo mundo, universo e caminho para uma nova série.


Se quiserem medir a criatividade destas mentes que originaram um jogo arrojado, forte e marcante, provavelmente devem pensar mais na série Perdidos e menos em Uncharted. Isto porque todo aquele irresistível envolvimento de uma tripulação perdida numa ilha após um desastre para enfrentar nativos que parecem não lá pertencer numa olha que parece ter capacidades sobrenaturais é algo que nos transporta mais para o mundo das séries de TV, provavelmente mais do que para jogos ou filmes. Tal como na série, tudo parece inocente e sem relação, mas após cuidadosa inspeção parece que surge detalhes a insinuar toda uma gigante conspiração.


Lara Croft vai a bordo de um navio chamado Endurance (Resistência) para encontrar uma ilha chamada Yamatai (só a mim soa como Sim Matai?) para se tornar numa sobrevivente e exploradora. A jornada imposta ao jogador leva o seu tempo até tornar Lara numa exploradora completa, confiante e segura de si. Começamos com uma jovem que vai ter que se superar e deixar de lado as suas inseguranças para salvar o dia. Lara é apresentada de uma forma fascinante, interessante e como uma personagem com a qual nos conseguimos relacionar.

Mais do que a brava luta contra a agoniante dor que vai enfrentar, com a qual o jogador vai sem qualquer resistência ferver para suportar, é toda a credibilidade e humanidade que o estúdio imprimiu no seu trabalho. Sentimos que a personagem é humana, dotada de agilidade credível e de compreensão no uso de armas para quem explorar ambientes selvagens, e acima de tudo sentimos que toda a agonia pela qual vai passar é algo que nos aproxima mais dela e reforça o produto. Não sentimos qualquer excesso para reforçar a componente cinematográfica, sentimos que tudo o que Lara vive e ultrapassa é mais uma forma de a tornar mais forte.


Em alguns momentos sentimos que o enredo não é tão coeso e forte como deveria, alguns pontos mais previsíveis e mais fracos na estrutura surgem e colocam em causa o brilhantismo desta aventura, mas acima de tudo a sensação é a de um produto que pretende ser mais real e humano sem se esquecer que é um jogo e que quer divertir, apimentado pelo aparato cinematográfico que é obrigatório. Afinal de contas um dos maiores problemas da fórmula antiga da série era como tudo continua preso a sistemas arcaicos e sem a espetacularidade visual e artísticas dos AAA do momento. A Lara de outrora era apenas uma boneca envolta em acrobacias impossíveis cujo foco era o tamanho e cor do seu soutien, juntamente com os locais exóticos que percorria, aqui temos uma humana a demonstrar que todo o seu treino vai ter que ser usado para ultrapassar uma situação impossível de prever e que a vai definir enquanto pessoa.

Graficamente o Crystal Dynamics tem nas mãos um produto estrondoso que demonstra bem o poder que estes sistemas de atual geração ainda guardam dentro de si. Tomb Raider parece não ter interrupções, o uso de grutas para mascarar quaisquer carregamentos e as cinemáticas que usam o motor de jogo disfarçam quaisquer paragens e o que temos aqui é um jogo dinâmico a fervilhar com entusiasmo que não quer que o jogador seja retirado da ação. Lara é altamente detalhada e as suas animações graciosas. Esta ilha pode não ser mas parece mesmo ser completamente aberta e livre de exploração.

Fonte


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(FF XII) TÁ TUDO AQUI! (detonados, história, summons, mapas, dicas, gil, rare itens, farms) Só clicar.

           Responsável: Neiva  - Posts:  Neiva , André  - Colaboração:  Emanuel Traduções: Bruno , Jackson ,  Mário , Thiago , Bruno B. LEIA ISTO PRIMEIRO  SOBRE FFXII Itens perdíveis e dungeons não retornáveis História completa em português   O filme completo em inglês TRADUÇÃO EM PORTUGUÊS BR O mundo de Ivalice Raças MONTANDO A EQUIPE Personagens Como combinar classes Simulador de combos de classes SISTEMA DE COMBATE Equipe Killer Neiva   Sobre o sistema de combate e Gambits Equipe Killer André Todos os Gambits Todas as magias e técnicas MEU JOGO (NEIVA) Buffs e Debuffs Primeiras impressões Atributos Introdução Zodiac System e seu sistema de classes A Cidade Real de Rabanastre Drops raros com chains e monographs O Portão Leste Downtown EQUIPÁVEIS O Palácio R

(FF XII) Hunts (caçadas)

Por André Anastácio  A sidequest mais conhecida de Final fantasy XII com certeza é a caça aos 45 marks do jogo. Marks são monstros poderosos, que precisam ser eliminados para, de alguma forma, alguma pessoa ser beneficiada com isso.  Agora é hora demostrar como detonar essas missões paralelas. Verificando o quadro que fica nos bares das cidades (Rabanastre, Bhujerba, Baifonheim), você pode aceitar pedidos para caçar Marks. Eles vão aparecendo conforme seu Rank de caçador subir, e ele sobe conforme você mata mais Marks e inimigos. Aceitando um pedido, você deve ir falar com o cliente antes de sair para matar o monstro. Quando falar com a pessoa em questão, a mensagem "The Hunt Begins" aparece na tela, e aí é só ir caçar o bicho. E lembre-se de retornar ao cliente quando acabar a missão para pegar sua recompensa. P.S.: É altamente recomendável sempre dar steal (para roubar itens) nos monstros de caçadas pois alguns deles oferecem itens EXCELENTES e que você p

(FF XII) Lista de todas as armas, status e localização

Por André Anastácio Lista completa das armas com seus status e localização Charge Time se refere a velocidade da arma. Armas que são obtidas através do Bazaar estão apenas com o nome com que elas aparecerão lá. Um guia detalhando os passos para montá-las será feito em breve. Obs 1 - Dados tirados da Wikia do jogo, alguns estão sujeitos a alteração pois podem não estar corretos. Obs 2 - A maior parte das armas que estão em baús não possuem 100% de chance de aparecer. One-Handed Swords Oferecem um bom balanço entre velocidade, consistência e poder. Assim como todas as armas de uma mão (One-Handed), permitem o uso de escudo. Dano é calculado baseado na Strength (força) do personagem, ataque da arma e defesa do alvo. Todas elas, exceto a Stoneblade, adicionam +5 de evasão. Jobs que podem utilizá-las - Knights (todas elas), Time Battlemage (apenas algumas, precisa de Esper) e Bushi (apenas a Bloodsword, precisa de Esper). Fórmula de dano Mithril Sword Attack - 14

(FF XII) Espers (summons) e suas localizações

Por André Anastácio É importante lembrar como funcionam os Espers de Final Fantasy XII. Para obter um Esper, primeiro é preciso vencê-lo em combate (alguns serão encontrados ao longo da história e outros são opcionais) e após isso, associá-lo a algum personagem através do quadro de licenças. Quando for derrotado, o Esper irá aparecer disponível no quadro de licença de todos os personagens, mas apenas um poderá tê-lo. Sendo assim, é importante decidir qual Esper irá para cada personagem especialmente pelo motivo de os Espers poderem estar bloqueando espaços específicos do quadro de licença em alguns Jobs. Diferentemente da versão original, na Zodiac System os Espers utilizam a barra de Quickening (que ficam abaixo no nome dos personagens) ao invés de MP para serem invocados. Outra adição é o fato deles poderem ser diretamente controlados. Por poderem ser controlados, é possível utilizar seus ataques especiais sem precisar cumprir as (complexas) condições necessárias anteriormente.

(FF XII) Detonado basicão, direto ao ponto, com mapas e sem spoilers!

Introdução (História) BOSS: Remora Airship Continue subindo, use o mapa se necessário, há vários inimigos, mas você não precisa matar todos, no caminho há dois itens em baús, aproxime-se deles e pressione (circulo) para pegá-los. Na próxima área existe um Save Crystal, salve seu jogo e continue subindo. Depois de matar os soldados, prossiga e entre pela porta, vão acontecer algumas cenas, o jogo propriamente dito começará. The Royal City of Rabanastre with Vaan ( Mapa do castelo ) ( Mapa da Cidade )  (História) Como Vaan, mate os 3 ratos. Encontre Penelo ao norte e depois vá até a loja de itens para falar com Migelo e em seguida as lojas serão liberadas.Vá para o restaurante Sand Sea e fale com Tomaji, para receber o acessório Oluakea Bangle e sua primeira Mob Hunt, além disso, Clan Report e License são liberados no menu. Clan Report tem as mob hunts, com os nomes dos monstros, mapa do cliente (aperte quadrado) e algumas vezes o nome do lugar onde o monstro está, também te