WhatsApp

 Grupo da Itinerante no WhatsApp

Amigos, este blog está em pausa, se momentânea ou eternamente não sei ainda. Vai depender de aparecer um game que me instigue a fazer novas postagens.

Mas eu e meus amigos continuamos na ativa, conversando muito sobre games e nerdices em nosso grupo no WhatsApp.

Este post é só para convidá-los a se juntar a nós. Para falar dos Finais Fantasys, Zelda, Pokemon, Dragon Quest, Persona ou de qualquer outro game ou tema que queira. Sempre tem alguém que joga, já jogou ou quer jogar. rs

Agora que praticamente todos já terminaram o Final Fantasy XV nós estamos comentando livremente a história, mas se alguém que ainda não finalizou entrar é só pedir que interrompemos os spoilers.

Então, caso queira se juntar a nós, basta clicar na imagem.

sexta-feira, 29 de março de 2013

Warface é um Crysis em plataforma online e gratuita

Warface, desenvolvido pela Crytek, não será um game single player completo, e sim uma experiência online, cooperativa ou não, que conta com gráficos de ponta (para um game gratuito). O título utiliza a mesma engine de Crysis 3 e não custa um centavo para o jogador. O jogo está em fase beta e ainda não tem uma data de lançamento prevista.



A Crytek desejava criar um jogo triple A (muito bem feito, tanto em gráficos quanto em jogabilidade ou história) e inserir o lançamento no mundo dos jogos gratuitos – freemium, na verdade. O resultado foi a união da engine CryEngine 3 – a mesma que equipa o mais recente game da franquia Crysis – com o conhecimento sul-coreano para criar um MMO viciante. Warface manterá uma série de modalidades comuns ao gênero, como o modo cooperativo e o mata-mata clássico do deatchmatch – que aqui recebeu o nome de Versus.

A Level Up!, mesma empresa que trouxe Ragnarok e outros títulos para o Brasil, licenciou o Warface e o traz para terras tupiniquins com textos e dublagens em português. O jogo mantém alguns detalhes que estão nos games da franquia de Crysis, como a possibilidade de personalizar a arma durante a partida ao pressionar a tecla F. Será possível trocar a mira ou adicionar um silenciador ao fuzil, por exemplo.



Haverá tanto um modo cooperativo, no qual os participantes completarão missões contra bots, e um modo competitivo no estilo mata-mata, eternizado por clássicos como Quake. No modo cooperativo, será necessário que todos do time estejam em um certo local para terminar a missão, além de ser imprescindível a presença de ao menos um médico e um fuzileiro, para abastecer a equipe de munição e reviver algum combatente abatido.

Os gráficos de Warface terá gráficos pesados e, consequentemente,  exigirá um computador potente, mas o jogo virá com opções para diminuir alguns atributos visuais para permitir que tudo rode em uma máquina mais modesta.


O jogo poderá ser apreciado sem custo para o jogador, que recolherá um dinheiro virtual para melhorias no personagem. Porém, para personalizar ainda mais o avatar, como comprar skins para uma arma, ou modificações na roupa, será necessário gastar dinheiro de verdade – caracterizando o modo freemium.

Fonte

0 comentários:

Posts relacionados: