Pular para o conteúdo principal

Xenoblade Chronicles 2: Resumão da História

 Olá a todos!

Xenoblade Chronicles 3 está vindo aí, e para nos preparar melhor estamos fazendo um resumão da história do primeiro e do segundo jogo da série.

Ambos os games possuem uma história complexa que vai de fantasia a física quântica na mesma cutscene, então fica fácil esquecer um ou outro detalhe com o passar do tempo.

Vamos começar por Xenoblade 2, já que suas histórias são praticamente independentes e o universo do segundo jogo ensina alguns conceitos que facilitam o entendimento do primeiro.

Ah, e só pra deixar claro: Spoilers Massivos de toda a história de Xenoblade 2 (e um pouco do 1) a seguir.

Vamos lá?

Xenoblade Chronicles 2

Em Xenoblade 2 conhecemos o mundo de Alrest. Este mundo é coberto inteiramente por um mar de nuvens e este mar é habitado por Titãs, seres grandes o suficiente para funcionar como os continentes do nosso mundo.

Eles possuem características variadas como formato, clima e tamanho, e podem ir desde Titãs "pequenos" (como o mostrado na foto abaixo), outros medianos que são usados como naves e outras formas de transporte e até mesmo outros que são grandes o suficiente para permitir que nações vivam em cidades e vilarejos que existem em seus corpos. Eles costumam vagar constantemente pelo mar de nuvens em torno da Grande Árvore do Mundo.

A Grande Árvore do mundo é uma estrutura gigantesca que existe no Mar de Nuvens e se estende pelos céus até onde se é possível enxergar. Ninguém sabe exatamente qual sua função, mas lendas dizem que no topo dela está o arquiteto criador do mundo, assim como possivelmente um paraíso chamado Elysium.

Outra informação que é apresentada nos primeiros minutos de história é o fato de que os titãs estão morrendo, e a possível escassez de terras para se viver é uma preocupação que tem provocado guerras entre grandes nações. Não se sabe muito sobre o que tem provocado o aumento de morte dos Titãs, apesar de eles aparentemente terem um ciclo de vida de Nascimento, Crescimento e Morte como qualquer outro ser vivo.

Um último conceito fundamental para o entendimento da história, é o conceito de Drivers e Blades.


Blades são uma raça de seres que conhecemos ao longo do jogo e são definidos como "armas vivas". Eles podem ser despertados por um um Driver (nome dado a quem é capaz de controlar Blades) quando este Driver toca em um Core Crystal, que é uma espécie de cápsula onde os Blades permanecem adormecidos. Após este primeiro contato, Driver e Blade ficam vinculados até que um dos dois morra. Apesar de serem tratados como armas, Blades possuem forma física, personalidade, sentimentos e participam ativamente do combate juntamente com seus Drivers.

Ao longo do jogo, controlamos diretamente os Drivers e equipamos neles os Blades adquiridos, alguns pela história principal, outros via side quests e outros recebidos através de Core Crystals dropados aleatoriamente.

Caso o Driver morra, seus Blades retornam para seu Core Crystal, perdem todas as suas memórias e descansam até que sejam despertados novamente por um novo Driver. Em combate, Blades são tecnicamente imortais e podem voltar para seu Core Crystal para se recuperar de qualquer ferimento. Mas, caso esse Core Crystal seja danificado, as capacidades de cura de um Blade serão reduzidas e, caso seja completamente destruído, o Blade morre de forma definitiva.

Alguns exemplos de Blades Raros

Ufa. Agora podemos ir para o ponto de partida da história.

Capítulo 1 - Encontros

Nossa aventura começa quando conhecemos Rex, o protagonista da história. Rex vive em um pequeno titã chamado Azurda e passa sua vida trabalhando como um "Salvager", que funciona como uma espécie de "pirata" que navega pelo mar de nuvens e mergulha usando um traje especial em busca de tesouros.

Rex um dia é abordado por um grupo de pessoas que se auto denomina "Torna" e recebe uma proposta de trabalho para auxiliá-los a resgatar um tesouro que está perdido em uma antiga nave afundada no mar de nuvens. Os membros da Torna presentes ali são Jin, Malos e Nia.

Ao encontrar o navio, descemos até sua parte interna e encontramos uma câmara com uma garota presa dentro dela e uma espada em sua frente. Quando Rex se aproxima da garota e toca a espada, uma reação acontece e Jin imediatamente o ataca, perfurando seu coração.


Rex de repente se vê em outro lugar, um campo verde que se estende além do horizonte onde ele avista a garota que estava presa na câmara. Ao se aproximar, ela se apresenta como uma Blade chamada Pyra e diz que no momento eles estão em uma lembrança do lar dela, o paraíso chamado Elysium que fica localizado no topo da Árvore do Mundo. Ela conta o que Jin fez com ele e faz uma proposta: Ela pede para que ele leve-a até Elysium e, em troca, promete trocar metade de sua força vital para trazê-lo de volta a vida.

Ao aceitar, Rex desperta no navio juntamente com Pyra (que é chamada de The Aegis pelos membros de Torna) e acaba tendo que enfrentar Jin e Malos. Nia decide ajudar Rex, mas ainda assim eles não conseguem vencer e, quando estavam prestes a perder a luta, Azurda (o titã onde Rex costuma viver) passa sobrevoando o navio fazendo com que Rex, Pyra, Nia e seu Blade Dromarch consigam fugir.

Capítulo 2 - Aptidão

Eles vão parar em um outro Titã chamado Gormott, onde sofrem um acidente e caem no corpo do titã. Durante o acidente, Azurda é gravemente ferido, sendo forçado a retornar para um estado Larval para evitar de morrer.


Eles viajam pelo corpo do titã até chegar na cidade de Torigoth, onde descobrem que Nia e os membros do grupo Torna estão sendo procurados pelo exército de Mor Ardain, uma das maiores e mais poderosas nações de Alrest. Eles são confrontados por um grupo de soldados e uma Blade de Elite do Império chamada Brighid e, durante o confronto, Nia e Dromarch acabam sendo capturados.

Rex e Pyra conseguem escapar e conhecem um Nopon chamado Tora, que os ajuda a se esconder e decide ajudá-los a resgatar Nia.

Antes de invadir a base do império, Rex ajuda Tora em um projeto que seu pai e avô haviam criado para desenvolver uma Blade articial, já que Tora não possui o potencial para ser um Driver. Rex e Pyra o ajudam e Tora consegue finalizar seu projeto, criando a Blade Artificial Poppi.

Os 4 invadem a base dos soldados e conseguem resgatar Nia, mas quando estão fugindo são cercados novamente por Brighid que dessa vez está acompanhada de sua Driver, a Inquisidora Morag, prima do atual regente de Mor Ardain, Imperador Niall. Eles se enfrentam e, mais uma vez, Rex consegue derrotá-las e escapar.

Capítulo 3 - Nossa Própria Guerra

Continuando sua promessa de levar Pyra até Elysium, eles conseguem um barco e decidem partir em direção a Árvore do Mundo. Ao se aproximar dela, o grupo é surpreendido por uma serpente gigante chamada Ophion, que os ataca e faz com que percam o controle do navio. Em meio ao caos um titã gigante em formato de baleia surge de dentro do Mar de Nuvens e os engole, levando eles para dentro do reino de Uraya.


Ao explorar o corpo do titã em busca de uma forma de escapar, o grupo conhece um homem chamado Vandham, responsável por liderar um grupo local de mercenários. Ele os guia para um vilarejo e no caminho o grupo aprende que o Core Crystal dos Blades surgem de dentro dos titãs. Além disso, ele observa que aparentemente a ligação especial entre Rex e Pyra está reduzindo as capacidades de cura dela.

Enquanto continuam a explorar o interior do titã, eles são atacados por Akhos e sua Blade Obrona, outros membros do grupo Torna. Eles se enfrentam e, durante o combate, Pyra fica gravemente ferida. Graças a Vandham e sua Blade Roc eles conseguem intimidar Akhos, que foge com Obrona.

Após Pyra se recuperar, Vandham diz que talvez conheça alguém na capital, Fonsa Myma, que possa ajudá-los a passar por Ophion , e eles vão até lá para buscar novas informações. 

Enquanto estão a caminho, são abordados por 2 estranhos encapuzados que dizem estar ali para buscar a Aegis. Os estranhos se apresentam como um driver chamado Zeke Von Genbu e sua Blade, Pandoria.

Eles se enfrentam, mas durante o combate Zeke quebra a plataforma em que ele e Pandoria estão, fazendo com que os dois acidentalmente caíssem em um precipício.

Ao chegar na capital eles percebem que ela está expandindo suas forças militares, se preparando para um possível confronto com Mor Ardain.

Em seguida o grupo retoma seu caminho e encontram o amigo de Vandham, um homem chamado Cole. Descobrimos que Pyra e Cole (a quem ela se refere como Minoth) se conhecem desde a época de uma grande guerra de 500 anos atrás, apesar de ele estar visivelmente mais velho e frágil.

Malos e Akhos aparecem na cidade e sequestram Iona, a neta de Cole e a usam como isca para atrair Pyra sozinha.

Rex e o grupo descobrem que Pyra desapareceu e Minoth os encontra para contar o que houve e onde Pyra provavelmente está: Nas Ruínas Olethros.

Nas ruínas, Malos mata Vandham fazendo com que Roc retorne ao seu Core Crystal. Quando o restante do grupo estava prestes a ser derrotado, Pyra se transforma assumindo a forma de Mythra. Ela explica que Pyra é uma outra personalidade criada por ela (como se fossem irmãs) e Malos a reconhece como sendo a Aegis que batalhou com ele na guerra de 500 anos atrás.

Usando os novos poderes de Mythra, Rex consegue derrotar Malos e Akhos, destruindo Obrona e seu Core Crystal no processo. Malos e Akhos conseguem escapar e Mythra se transforma em Pyra novamente, desmaiando esgotada de energias.

Capítulo 4 - Aegis

Após a batalha, Mythra e Pyra explicam sua verdadeira natureza e origem.

Há 500 anos atrás, um homem chamado Amalthus conseguiu escalar a Grande Árvore para chegar até Elysium e encontrar o arquiteto. Ao chegar no topo, o suposto paraíso estava completamente vazio e só o que ele encontrou foram 2 Core Crystals. Os Core Crystals são de Mythra e Malos, dois Blades chamados de "Aegis", que possuem poder o suficiente para destruir o mundo.

Amalthus desperta Malos e ele começa a usar seus poderes de forma descontrolada, destruindo tudo em seu caminho. Em contra partida, um homem chamado Addam despertou Mythra e usou seu poder para enfrentar Malos. Mythra precisou usar todo seu poder para conseguir derrotá-lo, e durante o combate a destruição foi tamanha que 3 grandes titãs e suas nações foram destruídas, sendo uma delas o titã Torna.

Após a luta, Mythra criou uma nova versão de si chamada Pyra, que funciona como uma segunda pessoa compartilhando o mesmo corpo e que possui apenas uma fração de seu poder original. Addam então a selou em um navio de guerra e afundou este navio no mar de nuvens, para que ninguém encontrasse um poder tão terrível novamente.

Após a revelação, Cole (ou Minoth) entrega uma adaga para Rex e diz a ele para procurar o dono da adaga no Titã chamado Indol, e que ele provavelmente saberia uma forma de passar por Ophion. Ele também revela possuir um Core Crystal manchado de vermelho em seu peitoral, significando que ele é um Flash Eater - nome dado a Blades que são fundidos com células humanas e se tornam um meio termo entre as duas raças. Esse era o motivo dele conhecer Pyra desde a época da guerra, já que ele era um dos Blades do próprio Amalthus.

O grupo precisa ir até Indol encontrar o dono da adaga, e para chegar lá eles passam pelo titã da capital imperial Mor Ardain. Durante sua estadia na cidade, o grupo presencia uma segunda Blade artificial chamada Lila atacando guardas da cidade. Tora revela que ela era o projeto original de Blade Artifical que seu avô e pai estavam trabalhando no passado.

Lila foge e novamente nos encontramos com Brighid e Morag, que também estão investigando o ataque de Lila. O grupo recebe pistas sobre uma fábrica abandonada onde atividades suspeitas estão acontecendo e decidem ir até lá para investigar. No caminho eles enfrentam Zeke e Pandoria novamente... E novamente os dois se atrapalham durante o combate e são deixados para trás pelo grupo.

Na fábrica descobrimos que Chairman Bana (o líder da guilda de marcadores que contratou Rex no início do jogo) está pro trás de um plano para criar blades artificiais para vendê-las ao grupo Torna. Descobrimos também que o pai de Tora está vivo e sendo forçado a produzir as Blades artificiais.
Enfrentamos Lila novamente e a derrotamos, utilizando suas peças para fazer um upgrade em Poppi. Utilizando sua nova forma, Poppi QT ajuda o grupo a escapar da fábrica.

Enquanto escapam o grupo é atacado por 2 drivers do grupo Torna desconhecidos até então: Patroka e Mikhail. Morag junta-se ao grupo e Mythra consegue destruir os Core Crystals dos Blades da dupla. Fan La Norne, uma das Blades de Indoline Praetorium, chega e a dupla decide fugir, já que estão em visível desvantagem.

Capítulo 5 - Mestres e Escravos

Fan La Norne reconhece a adaga que Rex está carregando como sendo de seu driver, Amalthus. Ela explica que esse é o mesmo Amalthus driver de Malos e Minoth, e que ele vem de uma raça chamada "Indoline", onde as pessoas vivem por centenas de anos. Ela os convoca para irem até ele, no titã Indol. No caminho, Mythra e Pyra aparentam reconhecer Fan da época da guerra (uma outra versão dela, que era controlada por um driver chamado Loras), mas notam que há algo errado com o formato de seu Core Crystal.

Para chegar em Indol passamos por um aglomerado de titãs chamado Leftherian Archipelago e ao desembarcarmos, conhecemos Fonsett Village, o lugar onde Rex cresceu. Durante o tempo na vila, é revelado para Pyra que Rex não nasceu ali. Ele foi entregue por uma mulher que chegou ferida e quase sem forças na vila e morreu logo em seguida. Seu pai foi encontrado morto há poucos metros da vila também.

Ao sair da vila, novamente encontramos Zeke e Pandoria e dessa vez Morag o reconhece como o príncipe do titã Tantal, assim como o driver mais poderoso de lá. Após mais um confronto com a dupla, ele revela estar trabalhando com Indol, e que o Praetor Amalthus pediu para que ele vigiasse Pyra e Rex de perto. O grupo então prossegue junto para Indol.

Chegando lá, finalmente temos uma audiência com Amalthus onde ele promete ajudar Rex a chegar no topo da Grande Árvore. Durante a conversa, Rex tem a estranha sensação de que as vezes era como se Amalthus e Malos fossem a mesma pessoa, e Azurda explica que isso pode ser devido ao fato de que a personalidade e os pensamentos de um Driver geralmente influenciam na personalidade de seus Blade.


Aqui descobrimos também que Brighid, por ser a Blade de Elite do Império de Mor Ardain sempre é passada de geração em geração para os líderes do império quando o Driver anterior morre, sendo esse o motivo dela também estar presente na guerra de 500 anos atrás.

Durante a estadia na cidade, somos informados que Jin está em um Titã chamado Temperantia, um território neutro, utilizando uma arma de guerra de Mor Ardain para atacar soldados de Uraya, provocando um ataque que pode ser o gatilho para uma guerra declarada entre as duas nações.

Chegando em Temperantia, enfrentamos Jin e descobrimos que ele também é um Blade. Mythra também revela que na guerra de 500 anos atrás eles estavam do mesmo lado, lutando contra Malos, e que Jin sempre foi totalmente contra violência, diferente da personalidade que possui agora. Jin explica que com o passar dos anos ele pode entender que Malos tinha razão o tempo todo em querer destruir a humanidade.

Ele então ataca Fan La Norne, perfurando seu Core Crystal e a matando.


Capítulo 6 - Feridas

Uraya e Mor Ardain estão prontos para guerrear após os eventos em Temperantia, mas Zeke e Mythra explicam que Torna são os culpados por trás dos ataques.

Durante o enterro de Fan La Norne, Mythra conta aos outros que havia algo estranho com o Core Cristal de Fan. Diferente do caso dela, onde ele se dividiu e uma parte está ligada no corpo de Rex, parecia que metade de seu Core Crystal havia sido roubado, sendo esse o provável motivo do ataque de Jin ter sido fatal.

Em uma nova conversa com Amalthus, ele nos revela que entre a Árvore do Mundo e o Mar de Nuvens existe um abismo que impede que um qualquer a alcance. Esse abismo foi feito por Ophion, a fera que atacou o grupo no começo do jogo, logo após a guerra de 500 anos atrás e explica que a serpente é um Artifice, uma arma extremamente poderosa e serva dos Aegis.

Descobrimos que Ophion foi derrotado durante a grande guerra e afundou no Mar de Nuvens, mas foi despertado pelo reino de Tantal - terra natal de Zeke - para guardar a Árvore e impedir que qualquer pessoa a alcançasse novamente.

O grupo então resolve acompanhar Zeke até seu Titã para encontrar um artefato chamado Omega Fetter, que pode ser usado para controlar Ophion e é guardado pela família Real de Tantal, os quais Zeke revela serem descendentes diretos de Addam.

Chairman Bana tenta um novo ataque, dessa vez tentando assassinar a rainha de Uraya, Raqura, para culpar Mor Ardain e dar início a guerra. Após ser derrotado, ele tenta se auto destruir mas o imperador Niall se sacrifica para proteger o grupo da explosão, ficando gravemente ferido no processo.

Nia pede para que Dromarch distraia o grupo e vai escondida até Niall, onde se transforma e consegue curá-lo. Durante o processo, podemos ver um Core Crystal manchado de vermelho nela, revelando sua identidade de Flesh Eater.


Partimos para Tantal e chegamos até o Rei Eulogimenos, pai de Zeke. Ele e seus soldados atacam ao grupo e capturam Pyra em um dispositivo que a atordoa. Em seguida eles conseguem também capturar Rex e o grupo, utilizando uma forma de tecnologia que envolve o castelo e anula o fluxo de Ether entre Blades e Drivers.

Utilizando a reserva de Ether que existe no núcleo de Poppi eles conseguem escapar.

Encontramos Pyra prestes a ser destruída por um canhão de puro Ether por Eulogimenos. Ele atira, mas graças a Poppi o laser é desviado e conseguimos destruir o canhão. Descobrimos que ele queria destruir Pyra para prevenir que seus poderes provocassem o mesmo estrago que causaram no passado.

Por causa da grande quantidade de Ether usada pra forçar o canhão em Pyra, Genbu sai de controle e começa a afundar descontroladamente no Mar de Nuvens.

Decidimos ir até a a cabeça de Genbu para encontrar o artefato que controla Ophion e tentar usá-lo em Genbu também. Após pegar o Omega Fetter e recuperar o controle de Genbu, somos encontrados por Akhos, Patroka e Mikhail que também estão em busca do artefato. Os enfrentamos e descobrimos que os três são Flesh Eaters.

Nós os derrotamos, mas Malos e Jin chegam e graças as habilidades incomparáveis de Jin eles nos vencem e conseguem capturar Pyra e o Omega Fetter junto.

Capítulo 7 - O Medo que Ela Carrega

Após a derrota, Rex se vê desmotivado e pensa em desistir de sua missão acreditando ser fraco demais para ter chance de derrotar Jin e Malos. Eulogimenos então entrega para o grupo um antigo diário de Addam que cita a existência de 3 espadas de sua Aegis: uma para Pyra, uma para Mythra e uma terceira que seria tão poderosa que nem ele mesmo conseguiu controlá-la. Ele então a selou em algum lugar em Leftherian Archipelago e é para lá que o grupo vai.

Encontramos a caverna em um local chamado Spirit Crucible Elpys e, ao começar a descer pelo caminho, descobrimos que no local existem partículas que sugam a energia dos Blades enfraquecendo eles quanto mais a fundo eles descerem.

Enquanto descemos conhecemos mais sobre a história de Zeke e Nia:

Zeke revela que um dia ele estava prestes a morrer e Pandoria, desesperada com o pensamento de perder as memórias e voltar para seu Core Crystal o carregou por uma floresta em busca de ajuda. Eles então foram encontrados por Amalthus, que realizou um procedimento cirúrgico no qual ele retirou parte do Core Crystal de Pandoria e inseriu em Zeke para trazê-lo de volta a vida. Entendemos também que o povo de Indol são descendentes dos antigos habitantes do titã Temperantia, os responsáveis por diversos experimentos em Blades incluindo a criação dos Flesh Eaters.

Sobre Nia, aprendemos que ela era Blade de um dos homens mais ricos de Gormott, lorde Echell. Esse homem tinha uma filha muito doente e com o passar dos anos ele gastou todo o dinheiro que tinha tentando encontrar uma cura para a filha.

Ao falir, eles se tornaram andarilhos sem lugar para morar e com o tempo a filha acabou morrendo. O homem usou algumas de suas células em Nia, transformando-a em uma Flesh Eater também. Com o passar dos anos Echell também morreu e Nia encontrou um antigo Core Crystal dele, ressoando com Dromarch nesse momento. Por seu status de Flesh Eater, eles foram caçados e capturados por Indol, onde foram resgatados por Jin e entraram para o grupo Torna. Importante lembrar que nesse momento o grupo ainda não sabe a verdade sobre Nia ser uma Blade. Alguns detalhes são passados apenas via cutscene para o player.

Ao chegar no fundo da caverna, o grupo é atacado por clones de Addam e, devido ao estado enfraquecido dos Blades, quase perdem a luta. Nia decide então se transformar definitivamente e usar seus poderes de cura para ajudar o grupo. Com a ajuda dela, Rex vence o desafio de Addam e recebe uma visão onde ele explica sobre o fardo da Aegis e sobre como Rex precisa confiar nela e em si mesmo para fazer uso de todo o seu potencial.

Rex também tem uma visão de onde deve ir para encontrar Pyra: The Land of Morytha, uma região no abismo entre a Árvore do Mundo e o Mar de Núvens.

Chegando lá o grupo encontra Pyra desacordada, tendo suas memórias e poderes sendo consumidos por Malos. Graças aos poderes de Blade de Nia, o grupo consegue enfrentá-los, mas agora Malos recuperou completamente seus poderes e sobrecarrega novamente o grupo com a ajuda de Jin. Quando estavam prestes a morrer, Pyra e Mythra se unem para liberar sua forma original de Aegis: Pneuma.

Com uma quantidade imensa de energia eles conseguem enfrentar novamente Malos. Malos então invoca Ophion e Pneuma invoca Siren - sua própria artífice - e os 4 lutam pelos céus com tamanho poder que acabam destruindo o local onde o grupo está, fazendo com que todos caiam no abismo.

Capítulo 8 - Árvore do Mundo

Eles caem no que parece ser ruínas de uma antiga civilização. O cenário é composto por prédios e ruas muito semelhantes aos do nosso mundo. Encontramos também monstros humanoides que atacam o grupo.

Jin comenta que este é o mundo original do arquiteto e possivelmente esses monstros são o restante de sua população. Ele também nos revela que se tornou um Flesh Eater quando Loras estava prestes a morrer graças a um ataque de Indol, se fundindo com células dela para impedir seu processo de retorno para o Core Crystal e perder todas as lembranças dos dois juntos. Após a transformação, ele congelou o corpo de Loras.

Enquanto exploramos buscando uma forma de voltar para a superfície, Jin explica mais sobre a relação entre Blades e Titans: Blades nascem dos titãs e após terem vivido ciclos de vida o suficiente, eles retornam para os titãs de onde nasceram e são encapsulados novamente. Nesse momento eles renascem como titãs, sem qualquer memória de sua vida como Blade e criando um ciclo entre as duas espécies. A antiga Torna reverenciava os Titãs e vivam em igualdade com os Blades, mas após o despertar de Malos sair do controle Amalthus destruiu o que restou do continente e seus habitantes. Ele então busca agora o poder do próprio arquiteto para acabar com todos os Blades e Titãs.

Entendemos melhor também a razão das motivações de Jin terem mudado. Ele agora apoia Malos já que perdeu a fé na humanidade após acompanhar as guerras e maldades que os seres humanos haviam provocado ao longo dos séculos, sendo a perda de Loras o ponto definitivo de sua mudança.

O grupo consegue entrar na base da Árvore do Mundo e descobrem que ela é completamente mecânica por dentro, como uma grande torre.

Enquanto sobem por ela, Amalthus alcança a Árvore controlando seu titã, Indol, mostrando que ele foi alterado recebendo inúmeros armamentos pesados. Ele ataca o grupo e revela ser o responsável por metade do Core Crystal de Fan La Norne ter desaparecido, inserindo metade dele em si mesmo para aumentar sua vitalidade e usar os poderes dela para anular e controlar os Blades ao seu redor. Ele controla Mythra e usa o poder do seu Ártifice para atacar o Navio do grupo Torna, mas Jin e Malos escapam em naves menores para subir em direção ao topo da árvore. Rex consegue assumir o controle sobre Mythra e disparar Siren contra Indol, cessando temporariamente o controle de Amalthus.

Em um ato desesperado, Amalthus consegue controlar o corpo dos próprios Titãs e faz com que o Mor Ardain atire contra a Árvore.

Capítulo 9 - Chuva

Vemos algumas cenas da infância de Amalthus onde ele e sua mãe estão escapando de bandidos por uma floresta, mas elas a capturam e matam. Amalthus consegue fugir e mata os responsáveis usando uma pedra enquanto dormem. Em um outro momento, vemos ele salvando um homem ferido na floresta, mas pouco depois ele presencia o mesmo homem roubando uma casa e matando seus moradores. Ele então mata o homem. Presenciar esses momentos começa a fazer Amalthus questionar se o mundo realmente está funcionando como o Arquiteto planejou, o que o motiva a escalar a árvore e conseguir suas respostas.

Ao não encontrar Elysium ou o Arquiteto, ele retorna para Indol e desperta Malos enquanto ainda se sente dominado por uma grande raiva pelo mundo, o que influencia Malos a ter essa vontade destrutiva. Ao ver Malos sair de controle, ele busca alguém para despertar o segundo Core Crystal (Mythra) para tentar detê-lo, e é onde encontra Addam.

Voltando ao presente, Amalthus continua usando os titãs para atirar contra todos ao redor. Então Rex, Mythra e Poppi coordenam um ataque e conseguem destruir os pilares de Indol que estão ampliando os poderes de Amalthus, interrompendo sua influência sobre os Titãs. Mikhail se sacrifica atacando Indol para permitir que Rex e o grupo escapem adentrando na árvore.

Rex e os outros encontram Jin e o enfrentam, mas Jin está muito enfraquecido e percebe que não vai mais conseguir impedir o grupo. Amalthus os alcança, revelando uma nova forma que ele conseguiu fazendo experiências em si mesmo usando dados de todos os Core Crystal que passaram por Indol.

Enfrentamos Amalthus e Jin se sacrifica para derrotá-lo definitivamente.

Capítulo Final - E Então, o Garoto conhece a Garota

Começamos o capítulo vendo um planeta semelhante a Terra, com uma torre mecânica gigantesca que se ergue até o espaço. O ano é 20XX e a torre é a The Beanstalk, da Primeira Estação de Órbita Baixa: Rhadamanthus. Uma batalha está acontecendo ao seu redor, com centenas de naves se enfrentando.

Cientistas tentam ativar uma arma chamada Aion para atacar, utilizando um objeto chamado "O Condutor" para energizá-la, mas descobrem que um cientista chamado Klaus bloqueou o acesso ao artefato.

Vemos que Klaus está diante do artefato conduzindo um experimento que, segundo ele, poderá criar um universo inteiro. Ele afirma que "O Condutor" é um artefato divino que poderá levá-los a mundos diferentes. Uma mulher chamada Galea tenta o impedir, mas ele a derruba e ativa o dispositivo.

Voltando ao presente, Rex e o grupo alcançam o topo da torre e encontram um grande deserto onde acreditavam estar Elysium. Eles são atraídos até um antiga igreja e ao entrar Rex começa a sofrer ilusões onde ele enfrenta versões distorcidas de cada um dos membros do grupo.

Rex e os outros são então despertados e vêem um homem de cabelos longos. Esse homem se identifica como Klaus que revela ser o arquiteto desse mundo e estava usando as visões para testar os desejos sombrios do coração dos membros do grupo.

Ele revela que a humanidade estava vivendo uma guerra terrível, que praticamente a estava levando a extinção.

Um dia um artefato misterioso surgiu, chamado O Condutor, que possuía incríveis quantidades de energia dentro dele. Ninguém sabe de onde ou por que o artefato surgiu, mas Klaus descobriu através dele que múltiplos universos existiam paralelamente e o artefato poderia ser usado como um portal para viajar entre eles.

Ele um dia ativou o artefato, na esperança de que ele de alguma forma salvasse o mundo. Mas o que aconteceu foi que inúmeras pessoas e pedaços do mundo foram sugados por ele e levados para diversos outros universos, incluindo metade de seu próprio corpo. O que restou do antigo mundo são as ruinas que conhecemos em Morytha e os humanos restantes viraram os monstros que habitam suas ruínas.

Ele explica que sua outra metade foi parar em um outro universo, e que aparentemente ela está prestes a perecer.

Klaus então conta que após o acidente ele começou a pensar em uma forma de pagar pelo seu crime e reconstruir a vida no planeta.

Sua primeira criação foi uma partícula que era capaz de recriar qualquer matéria deteriorada. Essa matéria compõe o conhecido Mar de Nuvens.

Seu plano é que pouco a pouco o Mar de Nuvens possa reconstruir tudo que foi perdido.

Em seguida ele tentou recriar vida. Ele colocou todos os dados que existiam sobre a vida do planeta em pequenas cápsulas tecnológicas e as chamou de Core Crystal. Em seguida ele lançou essas capsulas no Mar de Nuvens e ao se juntar com as partículas reconstrutoras, foi criado um novo núcleo de vida. Assim nasceram os primeiros titãs e a medida em que eles foram crescendo e evoluindo, em seus corpos novas formas de vida (como humanos e animais) começaram a nascer baseado nos dados que estavam registrados nos Core Crystals.

Para garantir que a humanidade não caísse no mesmo caminho de antes, ele então criou os 3 primeiros Blades: Ontos, Logos (Malos) e Pneuma (Mythra). Ontos desencadeou um estranho evento no espaço tempo após ter sido criado e desapareceu para sempre. Logos e Pneuma funcionavam corretamente e poderiam usar diretamente a energia do Condutor para cumprir o plano de Klaus:

Os Core Crystals presentes nos titãs e Blades recolhiam toda informação que recebiam (desde dados de combate até informações sobre seus laços com humanos e outras formas de vida) e os enviavam para o Core Crystal Mestres de Logos e Pneuma, sendo esse um dos motivos deles serem tão poderosos. Esses dados armazenados eram devolvidos a novos cristais, gerando Blades evoluídos em relação as suas versões anteriores. Em algum momento os Blades virariam titãs e esse seria o novo ciclo da vida criado por Klaus.

Mas ele então acompanhou a evolução da humanidade e ao começar a presenciar a mesma maldade, guerras e conflitos ele entendeu que ele não seria capaz de impedir que a história se repetisse. Esse foi o motivo dele não ter impedido Amalthus quando ele roubou Malos e Mythra da Árvore.

Nesse momento Malos começa a atacar a estação enquanto busca por Aion, o mais forte dos Artifices e que possui poder o suficiente para destruir o mundo. Antes que o grupo vá até ele, o Arquiteto passa todas as permissões e controles que possui para Pneuma e afirmar estar prestes a desaparecer.

Encontramos Malos e ele se funde com Aion para a batalha, mas nós o enfrentamos e derrotamos. Enquanto o vencemos, Klaus esculta a voz de Shulk prestes a vencer sua outra metade que está em outro universo, o mundo de Xenoblade Chronicles 1.

Simultaneamente vemos Malos ser derrotado e O Condutor desaparecer junto com o corpo de Klaus.

Sem O Condutor, a torre da grande árvore começa a colapsar correndo o risco de destruir tudo abaixo de si em Alrest.

Pneuma força o grupo a entrar em naves para que escapem e fica para trás para usar o restante do poder de Aion para destruir a Árvore e a si mesma no processo. Enquanto escapam ela usa seus novos poderes para se desconectar do Core Crystal que está no Peito de Rex, quebrando o vinculo entre eles.

A árvore explode e destrói a nave onde o grupo está mas, durante a queda, Azurda recupera seu tamanho original (um último presente de Pneuma) e os leva para a superfície do planeta. Ao chegar lá eles se surpreendem vendo todos os titãs descendo e pousando no solo, se conectando a pedaços de terra existentes e formando novos continentes.

Na cena pós crédito, vemos uma chuva de meteoros caindo sobre o novo mundo e o Core Crystal de Pneuma voltando a ascender nas mãos de Rex. Ele então é recebido por ambas Mythra e Pyra, agora habitando corpos diferentes.


E assim terminamos a magnífica história de Xenoblade Chronicles 2 e agora fica a expectativa para termos mais respostas no próximo game:

- Qual a origem do condutor? Um artefato tão poderoso e que simplesmente surgiu "do nada".
- O que aconteceu com o mundo após Klaus ter desaparecido? O mundo de Xenoblade 1 e 2 se uniram?
- O que acontecerá com os Blades?

Dia 29/07 está tão perto e tão longe lol.

Nos vemos em breve!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(FF XII) TÁ TUDO AQUI! (detonados, história, summons, mapas, dicas, gil, rare itens, farms) Só clicar.

           Responsável: Neiva  - Posts:  Neiva , André  - Colaboração:  Emanuel Traduções: Bruno , Jackson ,  Mário , Thiago , Bruno B. LEIA ISTO PRIMEIRO  SOBRE FFXII Itens perdíveis e dungeons não retornáveis História completa em português   O filme completo em inglês TRADUÇÃO EM PORTUGUÊS BR O mundo de Ivalice Raças MONTANDO A EQUIPE Personagens Como combinar classes Simulador de combos de classes SISTEMA DE COMBATE Equipe Killer Neiva   Sobre o sistema de combate e Gambits Equipe Killer André Todos os Gambits Todas as magias e técnicas MEU JOGO (NEIVA) Buffs e Debuffs Primeiras impressões Atributos Introdução Zodiac System e seu sistema de classes A Cidade Real de Rabanastre Drops raros com chains e monographs O Portão Leste Downtown EQUIPÁVEIS O Palácio R

(FF XII) Hunts (caçadas)

Por André Anastácio  A sidequest mais conhecida de Final fantasy XII com certeza é a caça aos 45 marks do jogo. Marks são monstros poderosos, que precisam ser eliminados para, de alguma forma, alguma pessoa ser beneficiada com isso.  Agora é hora demostrar como detonar essas missões paralelas. Verificando o quadro que fica nos bares das cidades (Rabanastre, Bhujerba, Baifonheim), você pode aceitar pedidos para caçar Marks. Eles vão aparecendo conforme seu Rank de caçador subir, e ele sobe conforme você mata mais Marks e inimigos. Aceitando um pedido, você deve ir falar com o cliente antes de sair para matar o monstro. Quando falar com a pessoa em questão, a mensagem "The Hunt Begins" aparece na tela, e aí é só ir caçar o bicho. E lembre-se de retornar ao cliente quando acabar a missão para pegar sua recompensa. P.S.: É altamente recomendável sempre dar steal (para roubar itens) nos monstros de caçadas pois alguns deles oferecem itens EXCELENTES e que você p

(FF XII) Lista de todas as armas, status e localização

Por André Anastácio Lista completa das armas com seus status e localização Charge Time se refere a velocidade da arma. Armas que são obtidas através do Bazaar estão apenas com o nome com que elas aparecerão lá. Um guia detalhando os passos para montá-las será feito em breve. Obs 1 - Dados tirados da Wikia do jogo, alguns estão sujeitos a alteração pois podem não estar corretos. Obs 2 - A maior parte das armas que estão em baús não possuem 100% de chance de aparecer. One-Handed Swords Oferecem um bom balanço entre velocidade, consistência e poder. Assim como todas as armas de uma mão (One-Handed), permitem o uso de escudo. Dano é calculado baseado na Strength (força) do personagem, ataque da arma e defesa do alvo. Todas elas, exceto a Stoneblade, adicionam +5 de evasão. Jobs que podem utilizá-las - Knights (todas elas), Time Battlemage (apenas algumas, precisa de Esper) e Bushi (apenas a Bloodsword, precisa de Esper). Fórmula de dano Mithril Sword Attack - 14

(FF XII) Detonado basicão, direto ao ponto, com mapas e sem spoilers!

Introdução (História) BOSS: Remora Airship Continue subindo, use o mapa se necessário, há vários inimigos, mas você não precisa matar todos, no caminho há dois itens em baús, aproxime-se deles e pressione (circulo) para pegá-los. Na próxima área existe um Save Crystal, salve seu jogo e continue subindo. Depois de matar os soldados, prossiga e entre pela porta, vão acontecer algumas cenas, o jogo propriamente dito começará. The Royal City of Rabanastre with Vaan ( Mapa do castelo ) ( Mapa da Cidade )  (História) Como Vaan, mate os 3 ratos. Encontre Penelo ao norte e depois vá até a loja de itens para falar com Migelo e em seguida as lojas serão liberadas.Vá para o restaurante Sand Sea e fale com Tomaji, para receber o acessório Oluakea Bangle e sua primeira Mob Hunt, além disso, Clan Report e License são liberados no menu. Clan Report tem as mob hunts, com os nomes dos monstros, mapa do cliente (aperte quadrado) e algumas vezes o nome do lugar onde o monstro está, também te

(FF XII) Espers (summons) e suas localizações

Por André Anastácio É importante lembrar como funcionam os Espers de Final Fantasy XII. Para obter um Esper, primeiro é preciso vencê-lo em combate (alguns serão encontrados ao longo da história e outros são opcionais) e após isso, associá-lo a algum personagem através do quadro de licenças. Quando for derrotado, o Esper irá aparecer disponível no quadro de licença de todos os personagens, mas apenas um poderá tê-lo. Sendo assim, é importante decidir qual Esper irá para cada personagem especialmente pelo motivo de os Espers poderem estar bloqueando espaços específicos do quadro de licença em alguns Jobs. Diferentemente da versão original, na Zodiac System os Espers utilizam a barra de Quickening (que ficam abaixo no nome dos personagens) ao invés de MP para serem invocados. Outra adição é o fato deles poderem ser diretamente controlados. Por poderem ser controlados, é possível utilizar seus ataques especiais sem precisar cumprir as (complexas) condições necessárias anteriormente.